sexta-feira, fevereiro 28, 2014

Workshop para desenhar Super-Heróis




Nuno Saraiva não é propriamente um autor de BD especializado em Super-Heróis. Mas é suficientemente talentoso e ecléctico para dominar também esse nicho artístico, da mesma maneira como o faz com o erotismo - até mesmo com a pornografia - ou com a ficção caricatural, como aconteceu com a sua primeira grande personagem, o anti-herói Ted Sponja.


 É portanto este autor, já com créditos firmados, que vai dirigir o workshop "Super-Heróis em Banda Desenhada", com início no Sábado, dia 1 de Março, e que continuará nos Sábados seguintes, 8, 15 e 22 de Março, sempre entre as 17h e as 19h00.

O local onde vai decorrer o mini-curso (total: 8 horas) identifica-se como:
MArt - Espaço de Projecto, Aprendizagem e Experimentação Artística.

Para mais pormenores, reproduzo o texto do MArt:

Super-Heróis em BD
Para todos os fãs dos comics norte-americanos. Desenho com modelos ao vivo com o objectivo de realizar uma breve mas dinâmica sequência de acção ao género dos clássicos da Marvel e DC Comics. Estudo à arte-finalização de uma prancha de banda desenhada.
Horário: Sábados, 1, 8, 15 e 22 de Março das 17h00 às 19h00
Carga Horária: 8h (4 sessões de 2h00)
Preço: 82,50 euros + IVA (23%) = 82,5 euros + IVA.

----------------------------------------------------------------------------------------
Os visitantes interessados em ver as postagens anteriores deste tema poderão facilmente fazê-lo. Bastará clicarem sobre o item Cursos e Workshops, visível no rodapé

quarta-feira, fevereiro 26, 2014

Tintin no CNBDI - Mesa-Redonda


Apesar de nunca mais ter protagonizado qualquer episódio, Tintin continua a ser um dos heróis de BD que mais interesse desperta na área dos bedéfilos veteranos.

Daí que se sucedam, com frequência, debates e colóquios centrados no herói criado em 1929 por Hergé.

Assim vai acontecer amanhã, dia 27, em mais uma tertúlia chamada "Às Quintas Falamos de BD", que decorre mensalmente, à 5ª feira como é óbvio, no CNBDI - Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem, na Amadora. Costuma ser um palestrante, desta vez será uma mesa redonda participada por dois interessados no herói da poupa, António Monteiro e João Mascarenhas.

O primeiro, professor universitário, e elemento do grupo "Amigos de Hergé Portugueses", é um profundo conhecedor de toda a obra de Hergé; o segundo, engenheiro e autor de BD nas horas vagas - criador, como é do conhecimento de todos os bedéfilos portugueses, da personagem "O Menino Triste" -, mas também coleccionador de todo o merchandising que tenha a ver com o episódio "Tintin na Lua", de que possui vasto acervo de peças tridimensionais, documentação e iconografia, que cedeu para uma exposição no CNBDI.

O título do evento é: "Heróis de Papel, Tintin 85 Anos".

 ----------------------------------------------------------------------
Os interessados em ver textos anteriores das rubricas "Mesas-Redondas", "Colóquios sobre BD" ou "Conferências sobre BD", podem fazê-lo clicando nos respectivos itens visíveis em rodapé

domingo, fevereiro 23, 2014

Autógrafos Desenhados (XXV) - José Ortiz


Em continuação desta rubrica que iniciei com o "post" de 26 de Dezembro de 2005, mostro hoje um desenho original de José Ortiz, nome de primeira grandeza na BD internacional.

Obtive este autógrafo desenhado, como eu lhe chamo - ou desenho autografado, como é mais vulgarmente conhecido - na década de 1980, numa fase em que colaborava com o semanário O País, coordenando e redigindo uma rubrica, de página inteira, intitulada inicialmente "O País na Banda Desenhada" (mais tarde simplificada para "Banda Desenhada").

É por esse motivo que o excelente desenho de Ortiz apresenta a dedicatória "Especial para el periódico O País", visto que o informei de que, apesar de ser para mim, o desenho se destinava inicialmente a ilustrar um artigo meu naquele jornal dedicado ao Salon Internacional del Cómic de Barcelona, onde, além de ter estado presente na inauguração, em 1981, voltei a participar nas cinco edições seguintes.

-------------------------------------------------------------------------

JOSÉ ORTIZ (1932-2013)

Síntese biobibliográfica

O espanhol José Ortiz Moya nasceu em Cartagena (Murcia) a 1 de Novembro de 1932.
Iniciou-se a desenhar séries de BD para formatos de bolso, mas logo em 1959 começa a realizar uma das suas séries mais famosas, a saga "Sigur el Viking".

Passa depois a trabalhar para o estrangeiro. Em Inglaterra dedica-se a colaborar nas prestigiosas revistas Eagle e 2000AD, fazendo para esta última a famosa personagem Judge Dredd , e para os Estados Unidos trabalha em 1974 para a editora Warren, especializando-se no género de horror, em que assina, por exemplo, o episódio "Coffin", na revista Eerie, e "Pantha", na revista Vampirella, personagem que ele próprio chegou a desenhar.

A sua carreira em Espanha, onde voltou a trabalhar, fica marcada em 1975 pela obra "O Pequeno Selvagem". Em 1981 inicia a série "Hombre", sob argumento de Antonio Segura, e para este mesmo argumentista faz "Morgan", além da série de ficção científica de cariz humorístico "Burton & Cyb".

 A partir de 1993 passa a colaborar com os "fumetti" italianos, como, por exemplo, na popular série italiana "Tex Willer", para a qual, sob argumento de Claudio Nizzi, desenhou o episódio "La Grande Rapina", publicado em Itália num "Tex Albo Speziale", traduzido para o português do Brasil por "O Grande Roubo", englobado num Álbum Gigante, ou "Texone", como lhes chamam os fãs. (Aqui por cima reproduzo uma edição rara dessa citada obra, uma peça oposta aos "texones", um mini-álbum).

Colaborou ainda com outras duas séries populares (em Itália e no Brasil), "Ken Parker" e "Mágico Vento". 

O categorizado autor espanhol foi distinguido nos Estados Unidos da América com o galardão "Best All Around Artist", e obteve também um troféu atribuído pela "Expocómic 2010", como prémio a toda uma vida dedicada à BD. 

José Ortiz Moya faleceu a 23 de Dezembro de 2013, em Espanha, Valencia. 

------------------------------------------------------

Imagens que ilustram a postagem:

1 - Desenho autografado de José Ortiz

2 - Retrato recente do autor

3 -  Mini-álbum editado sob chancela de Sergio Bonelli Editore,
que se apresenta como "Albo Speciale in Miniatura - 230 pagine", 
com as medidas 10,5x8x1,8cm (altura, largura, espessura). 
Nele se inclui a obra "La Grande Rapina", com desenhos de José Ortiz
e argumento de Claudio Nizzi, editado em Setembro de 2009.

---------------------------------------------------------------------------
Os interessados em ver as 24 postagens anteriores deste tema (onde se incluem grandes nomes da BD, tais como Joe Kubert, Aragonés, John Buscema, Manara, Mordillo, Moebius, Neal Adams, Quino, Solano López, Juan Zanotto, Rick Veitch, Victor de la Fuente, Mézières (entre vários outros), poderão fazê-lo clicando no item Etiquetas: Autógrafos desenhados inserido no rodapé.

sexta-feira, fevereiro 21, 2014

Festival Mix - Trem Azul e Chili Com Carne


A Chili Com Carne - CCC é uma editora independente que se movimenta essencialmente na publicação de livros na área alternativa, incluindo fanzines de banda desenhada e ilustração.

Surge agora a colaborar com a jazzística Trem Azul (*), numa iniciativa de carácter misto, o Festival Rescaldo (**), onde a CCC lança o livro QCDA #1000.

Mas, para melhor explicar o que se passa, nada como fazer o parasita "copy paste" do texto divulgador do evento escrito pelo editor Marcos Farrajota.

(*) Trem Azul - Rua do Alecrim, 21A - Lisboa
Horário:
2ª a 6ª - 10h às 19h30
Sábados - 14h às 19h30
Encerra aos Domingos 

(**) O Festival Rescaldo termina no dia 1 de Março

------------------------------------------------------------------------------------------

Como já é tradição, juntamo-nos ao Festival Rescaldo para divulgar Banda Desenhada a um público de verdadeiros melómanos! E assim sendo, a exposição na Trem Azul deste ano fica a encargo da Amanda Baeza e aproveitando o facto do ano passado ter sido o Zé Burnay o contemplado com a exposição lançaremos também o GRANDA/comix/ZINE QCDA #1000! Vamos lá por partes!


Dia 20 de Fevereiro começa o Festival Rescaldo (que infelizmente, este ano, devido a problemas burocráticos da Trem Azul passará o seu concerto de abertura e fecho prá ZDB) com a inauguração às 17h30 da exposição de Amanda Baeza (1990), autora que cresceu em dois hemisférios diferentes acabando por se estabelecer em Lisboa, onde obteve uma licenciatura em design gráfico. Faz o zine Mr. Spoqui com os seus irmãos. BD e ilustração fazem parte da sua dieta actual, tendo já publicado quatro livros, um na Letónia e os outros em Espanha. A sua estreia em Portugal será na antologia Zona de Desconforto, terceiro volume da colecção LowCCCost da Chili Com Carne, a lançar em Março.



Justamente por esse volume dessa colecção de livros de viagem «para quem gostar de viajar de forma económica» não estar pronto para o Rescaldo, aproveitamos para lançar nesse mesmo dia e mesma hora, o QCDA #1000, um livro de tamanho grande cheia de badalhoquice Pop/Metal realizada pelos "quatro chavalos do aPOPcalipse", Rudolfo, André Pereira, Zé Burnay e Afonso Ferreira. Sendo o Rudolfo dos arredores do Porto, contamos apenas com a presença dos outros três "chavalos".



Sabemos que está a chover muito mas há aqui programa para sair! 
--------------------------------------------------------------------------- 
Para ver as postagens anteriores referentes a eventos de banda desenhada, ou que a incluam, bastará clicar no item: Festivais, Salões BD e afins, visível no rodapé    

quinta-feira, fevereiro 20, 2014

Feira BD na FNAC do Norteshopping


Na blogosfera portuguesa os blogues que focam a BD surgem repentinamente, e além de trazerem novidades, por vezes até participam na organização de eventos bedéfilos. Óptimo. O blogue a que me refiro tem o curioso e gozão título de "Fanzada", existe desde 20 Outubro de 2013, e já vai mexer em grande, no próximo dia 22 do corrente mês em que, tal como anunciam, o "Fanzada" leva autores de BD ao Porto.

Mas o melhor mesmo é dar a palavra aos três responsáveis & redactores do citado blogue ("Carter Pewterschmidt", "Asterios", "Autobot X" (*) . Por conseguinte, com a devida vénia, faço um cómodo copy paste da notícia que puseram a circular. Ei-la:


"Fanzada leva autores de BD ao Porto

A Banda Desenhada em Portugal costuma ser apresentada principalmente a Sul, muito devido aos festivais de BD da Amadora e de Beja. Mas a Fanzada vai reverter essa tendência no próximo dia 22 de Fevereiro...


A Fanzada, em parceria com a FNAC Norteshopping, vai levar ao Norte a editora premiada Kingpin Books e a jovem Ave Rara, «criando uma oportunidade para o público do Grande Porto, que poderá observar os autores a falar sobre as suas obras, colocar perguntas, trocar ideias e pedir uns autógrafos desenhados», refere um comunicado.
Tudo acontece na FNAC Norteshopping, no dia 22 Fevereiro, entre 17h e 19h."

(*) Os nomes verdadeiros, pela mesma ordem dos pseudónimos: Francisco Ferrão, Ivo Assis Rodrigues, Mário de Miranda.

 -------------------------------------------------------------------------- 

Os interessados em ver os "posts" anteriores poderão fazê-lo clicando no item
Feiras BD visível no rodapé.

terça-feira, fevereiro 18, 2014

Exposições BD avulsas (XLV)



Sucedem-se as exposições de banda desenhada, e amanhã, dia 19 de Fevereiro, às 18h30, inaugura-se mais uma, desta vez com uma série de pranchas digitais da autoria de Ricardo Cabral (a que pertence aquela que ilustra a presente postagem).

Acontece que, em simultâneo, abre ao público um novo espaço livreiro, que se apresenta sob o título de El Pep Store & Gallery. Claro que se depreende, de imediato, que tudo isto, galeria e exposição, tem a ver com o meu amigo ilustrador/autor de BD Pepedelrey, agora também no papel de livreiro.

A livraria situa-se no Underground Imaviz (ou seja: na cave daquele centro comercial, um dos primeiros a abrir em Lisboa, e que de há uns anos a esta parte estava praticamente abandonado). 
Situa-se na Avenida Fontes Pereira de Melo, 35-35E, Rua Tomás Ribeiro, 4A-4B (serventia)

------------------------------------------------------------------------------------------------ 
Os visitantes deste blogue que, por mera curiosidade, queiram ver os restantes quarenta e quatro "posts" sobre exposições avulsas (ou seja, não inseridas em festivais BD), poderão fazê-lo clicando no item Exposições BD avulsas visível no rodapé 

sábado, fevereiro 15, 2014

Clube Tex Portugal

  
Os sete fundadores do clube (da esquerda para a direita):
Hernâni Portovedo, Orlando Santos Silva, António Lança Guerreiro, Carlos Moreira, José Eduardo Monteiro, José Carlos Francisco, Mário João Marques


Cartaz desenhado por Lança Guerreiro propositadamente para o evento

É caso único no nosso país haver um clube dedicado em exclusivo a um herói da BD. E aí está o Clube Tex Portugal, centrado no "cowboy" Tex Willer (herói criado em 1948) para provar que isso é possível.

Esta novel colectividade amadora nasceu no dia 10 de Agosto de 2013, por ideia de Hernâni Portovedo, num jantar/tertúlia texiana em que estiveram cerca de trinta fãs de Tex, os chamados "texianos" - de que o mais popular e carismático é José Carlos Francisco (*) -, aquando do XVIII Salão Internacional de Banda Desenhada de Viseu. 
De realçar que esse jantar-tertúlia teve a presença do actual continuador da famosa série, Andrea Venturi. Por consenso dos participantes, este autor ficou a ser padrinho do clube, e José Carlos Francisco sócio nº 1.

É, pois, o entusiástico núcleo de texianos fundadores que organiza hoje, 15 de Fevereiro de 2014, Sábado, o

1º Encontro Anual do Clube Tex Portugal

que decorrerá num restaurante (Lança Guerreiro, em vez de restaurante, escreveu no cartaz, "Saloon Regiões" :-) da Grande Lisboa, mais propriamente no Cacém.

Com a devida vénia, faço "copy-paste" do Tex Willer Blog da notícia do evento, que mostro abaixo:

A direcção do Clube Tex Portugal vai organizar no próximo dia 15 de Fevereiro, sábado, um jantar/convívio para que os sócios do Clube recebam pessoalmente os cartões de sócio e um pin devidamente autorizado pela Sergio Bonelli Editore.

Para além da entrega do cartão de sócio (e respectivo pin do Clube) a cada associado presente, o jantar servirá principalmente para fomentar e fortalecer o convívio texiano e também para se debater sobre as principais iniciativas do Clube Tex Portugal para 2014, com especial incidência num evento a realizar, provavelmente na Bairrada, em Maio ou Junho e que contará com a presença de um renomado autor italiano de Tex e que incluirá também uma exposição dedicada ao Ranger.

 

Outra grande iniciativa do Clube Tex Portugal que arrancará este ano será a revista do Clube, revista essa também autorizada pela Sergio Bonelli Editore e que será feita, exclusivamente, por sócios do Clube e será igualmente para sócios já que a revista será somente distribuída aos sócios (cada sócio terá direito a um exemplar gratuito, podendo comprar apenas um segundo exemplar), inclusive a capa (inédita e exclusiva) será realizada pelo sócio honorário e padrinho do Clube, Andrea Venturi.


TODA A NOTÍCIA EM http://texwillerblog.com/wordpress/?p=50444  


 


 
Mini-álbum editado sob chancela de Sergio Bonelli Editore,
que se apresenta como "Albo Speciale in Miniatura - 230 pagine", 
com as medidas 10,5x8x1,8cm (altura, largura,espessura). 
Nele se inclui a obra "La Grande Rapina", com desenhos de José Ortiz
e argumento de Claudio Nizzi, editado em Setembro de 2009.
Esta peça foi sorteada no 1º Encontro Anual do Clube Tex Portugal,
e saiu ao bloguista escrevinhador deste blogue.

Ilustram a presente postagem, as seguintes imagens:

1) O emblema do Clube Tex Portugal

2) Os sete fundadores do clube (da esquerda para a direita):
Hernâni Portovedo, Orlando Santos Silva, António Lança Guerreiro, Carlos Moreira, José Eduardo Monteiro, José Carlos Francisco, Mário João Marques
- foto histórica tirada no 1º Encontro Anual do Clube Tex Portugal 
(esta foto foi colocada aqui "a posteriori", como compreenderão todos os visitantes).
 
3) Cartaz desenhado por Lança Guerreiro propositadamente para o evento

4) Placa Comemorativa do 1º Aniversário do Clube Tex Portugal /2014

5/ Um mini-álbum com a obra "La Grande Rapina", de José Ortiz (desenho) e Claudio Nizzi (argumento), peça que foi sorteada pela direcção do Clube Tex Portugal e que tive a sorte de me sair.  

(*)Também presente na blogosfera com o Tex Willer Blog 

quarta-feira, fevereiro 12, 2014

Exposições BD avulsas (XLIV)


A partir de amanhã, 13 de Fevereiro, José Ruy vai ter pranchas da sua obra em banda desenhada com a biografia de Aristides de Sousa Mendes, Herói do Holocausto em exposição no Consulado Geral de Portugal em Paris (*). O próprio autor estará presente na inauguração. 

Após estar patente no consulado até 6 de Março, seguirá depois para o Liceu St.Germain e, posteriormente, seguirá para Bordéus.



Tratando-se de uma peça de BD dedicada à figura daquele eminente diplomata português, notabilizado internacionalmente pela sua acção humanitária, compreende-se perfeitamente a iniciativa do nosso consulado.

E assim, José Ruy passa a ter mais um facto enriquecedor do seu já muito valioso currículo, com esta exposição individual no estrangeiro, obviamente com o título traduzido para francês, Aristides de Sousa Mendes Héros de l'Holocauste



A exposição,
  
Imagens que ilustram o presente "post"

1) Cópia do convite para a "vernissage" da exposição "Aristides de Sousa Mendes Héros de l'Holocauste", que irá ficar patente no Espaço Nuno Júdice do Consulado Geral de Portugal em Paris. 
O convite já inclui a reprodução da capa da edição francesa.

2) Um ângulo da exposição nas instalações do Consulado Geral de Portugal em Paris.

3) Capa da edição portuguesa

4) José Ruy a autografar exemplares da edição francesa (Esta foto, colocada aqui "a posteriori", foi cedida pela escritora Altina Ribeiro, membro e co-fundadora da SALF - Sociedade dos Autores Lusófonos em França).

(*) Consulat Général du Portugal
 6 Rue Georges Berger, 75017 Paris, France
Phone:+33 1 56 33 81 00

 
-----------------------------------------------------------------------
Os visitantes deste blogue que, por mera curiosidade, queiram ver os restantes quarenta e três "posts" sobre exposições avulsas (ou seja, não inseridas em festivais BD), poderão fazê-lo clicando no item Exposições BD avulsas visível no rodapé

terça-feira, fevereiro 11, 2014

Exposições BD avulsas (XLIII)




É sempre valorizador para a imagem da BD que haja mostras de obras de Banda Desenhada em espaços dedicados à cultura. 

Assim acontece com a exposição de BD intitulada "Fernão Mendes Pinto e a sua Peregrinação", organizada pela Câmara Municipal de Setúbal, inaugurada no dia 8 de Fevereiro (só tive conhecimento tardiamente) na Casa da Cultura de Setúbal. 
Ali ficará patente ao público até ao dia 11 de Março do corrente ano de 2014. (*)

Esta obra ilustrada, realizada pelo ilustrador/autor de BD de grande nomeada, nacional e internacional, José Ruy - com texto adaptado por ele próprio da obra homónima de Fernão Mendes Pinto - teve publicação original, a preto e branco e sem balões, entre Dezembro de 1957 e Junho de 1959, na revista juvenil Cavaleiro Andante, tendo tido posterior publicação em livro, numa versão diferente - a cores e com balões de fala - na década de 1980. 

Ilustram o presente "post" as seguintes imagens:

1) O autor José Ruy ao lado da reprodução ampliada da capa do livro com a obra em BD "Fernão Mendes Pinto e a sua Peregrinação"

2) Um casal de visitantes a visionar as pranchas da BD constantes da exposição   

(*) A mostra de BD pode ser visitada na Galeria de Exposições da Casa de Cultura de Setúbal, de Terça a Quinta-feira, das 10h00 às 24h00, aos Sábados até à 01h00 (!) e aos Domingos entre as 10h00 e as 20h00.
Parabéns aos responsáveis deste equipamento cultural setubalense, por tão generoso e democrático horário de funcionamento, que dá um grande exemplo aos espaços culturais aqui de Lisboa...  

-----------------------------------------------------------------------
Os visitantes deste blogue que, por mera curiosidade, queiram ver os restantes quarenta e dois "posts" sobre exposições, poderão fazê-lo clicando no item Exposições BD avulsas visível no rodapé

sexta-feira, fevereiro 07, 2014

Comic Jam (2ª fase - Nº 8 - Total 61)



É compreensível que prime pela imaginação uma banda desenhada feita de improviso por seis (*) ilustradores que, embora estando todos a confraternizar na Tertúlia BD de Lisboa, nem sequer estão, necessariamente, ao lado uns dos outros. 

É o que acontece mensalmente naquela tertúlia bedéfila, com a brincadeira gráfica chamada Comic Jam, iniciada no encontro da TBDL em 6 de Agosto de 2008, e continuada mais uma vez no recente encontro de 4 de Fevereiro, pelos seguintes desenhadores:

1. Ana Oliveira ..........................2. Ana Saúde
3. João Tércio .......................... 4. Nuno Duarte ("Outro Nuno")
5. Filipe Duarte ........................ 6. João Sequeira, desenho e Álvaro, argumento

(*) Neste caso houve sete autores, seis desenhadores e um argumentistaa. Ou seja: o Álvaro deu uma ideia ao João Sequeira, e este desenhou-a...

--------------------------------------------------------------------------
Os visitantes interessados em verem os "posts" anteriores que contêm os "comic jam" realizados na Tertúlia BD de Lisboa, poderão fazê-lo com um simples clique no item Comic Jam visível no rodapé

quinta-feira, fevereiro 06, 2014

Exposições de BD avulsas (XLII)


Miguel Montenegro foi, enquanto autor de BD, o primeiro português a trabalhar para a editora norte-americana Marvel Comics, em 2006, numa época em que apenas ele e Zeu-Eliseu Gouveia (*) tinham conseguido entrar no mercado americano dos comics, com quem o nosso talentoso compatriota ainda continua a colaborar (veja-se, aqui por baixo, uma prancha dele publicada recentemente).


Entretanto, Montenegro, que nunca se recusou a colaborar gratuitamente em fanzines, veja-se, aqui por baixo, uma página do Tertúlia BDzine nº 38, Dez. 2000,


decidiu corresponder à sua íntima tendência e foi estudar Psicologia no ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada. E fê-lo a sério, de tal forma que se diplomou, concluindo o Mestrado em Psicologia Clínica em 2013. 

Isto ao mesmo tempo que fazia tiras de bandas desenhadas/cartunes, focadas nos aspectos mais caricaturáveis da especialidade. O que se depreende do título algo polémico do livro agora editado Psicopatos Entre Loucos, Quem Tem Juízo É Pato.

Em complemento do lançamento do livro - que será apresentado pelo psicólogo e professor António Gonzalez, a partir das 18h30 -, estarão expostas as cinquenta tiras que compõem a obra, e que foram divulgadas no Facebook com cerca de 15.000 fãs (ver em https://www.facebook.com/psicopatos).

Esta exposição estará patente ao público até ao dia 13 do corrente mês de Fevereiro, no edifício do ISPA - Rua Jardim do Tabaco, nº 34 - Lisboa.





-------------------------------------------------------------------------------------- 
Ilustram o presente "post":

1. A capa do livro "Psicopatos"

2. Uma das tiras que compõem a obra

3. Prancha de uma banda desenhada recente de Miguel Montenegro, destinada ao mercado norte-americano, para a revista Red Prophet

4. Prancha inicial da antiga banda desenhada "Eu Quero Um Fato Amarelo", publicada no fanzine Tertúlia BDzine nº 38 - Dezembro de 2000, uma edição da Tertúlia BD de Lisboa, de que Miguel Montenegro foi Convidado Especial  

5. Foto actual de Miguel Montenegro


(*) Zeu foi o primeiro a fazer BD para os Estados Unidos, mas em colaborações em comic books editados por pequenas editoras independentes.

--------------------------------------------------------------------------------------

Os visitantes deste blogue que, por mera curiosidade, queiram ver os restantes quarenta e um "posts" sobre exposições, poderão fazê-lo clicando no item Exposições BD avulsas visível no rodapé.  

quarta-feira, fevereiro 05, 2014

Workshop de Mangá


O título do workshop poderia ser: Como Fazer Banda Desenhada ao Estilo Japonês, e o significado seria o mesmo. Mas é incontroverso que o neologismo mangá tem ressonâncias altamente positivas na juventude, com invulgar incidência na população feminina, surpreendentemente grande apreciadora da BD japonesa.

Daí que se esteja a assistir à proliferação de cursos mais extensos ou abreviados para corresponder a tal interesse, como acontece com o
"Workshop Como Desenhar no Estilo Manga" (*)

Cito em seguida o folheto da entidade organizadora:

"O regresso dos workshops de manga, agora em novo espaço!
As autoras da revista Banzai retomam os workshops de desenho e banda desenhada na biblioteca Camões, durante o mês de Fevereiro.

INTRODUÇÃO À ILUSTRAÇÃO NO ESTILO MANGA
Local: Bilioteca Camões, Chiado, Lisboa
Data: 8 de Fevereiro
Horário: 10h30 às 17h30 com interrupção de 30 minutos para almoço
Limite: 12 alunos
Preço: 20€ / pessoa

Inscrições para o mail: banzai@ncreatures.com


(*) Eu, blóguer, escrevo e digo mangá, porque é assim a pronúncia original

------------------------------------------------------------------------------ 
Os visitantes interessados em ver as postagens anteriores deste tema poderão facilmente fazê-lo. Bastará clicarem sobre o item Cursos e Workshops, visível no rodapé

terça-feira, fevereiro 04, 2014

Tertúlia BD de Lisboa - 356º Encontro


Desprende-se um humor amável e subtil das três tiras de banda desenhada, reunidas sob o título "Os Três Erros Comuns do Ilustrador Distraído", que demonstra claramente a imaginação criativa de Ana Oliveira, ao brincar com o facto de uma das desenhadoras, distraidamente, limpar os pincéis no copo de chá, e beber a água de lavar os pincéis, uma outra não conseguir encontrar o lápis que tem por detrás da orelha, e a terceira tira mostrar uma terceira desenhadora que tem todo o material de que necessita para desenhar algo de que entretanto se esqueceu...

Sendo ela própria a desenhadora autora das citadas tiras de bd, é também ela a Convidada Especial da Tertúlia BD de Lisboa, que se realiza hoje, 4 de Fevereiro, no mais recente restaurante entre os que existem no enorme e interessante espaço da Casa do Alentejo. (*)

Ana Oliveira é uma ilustradora que, enquanto autora de BD, ainda tem escassa produção, por conseguinte o diploma que lhe vai ser entregue funcionará como incentivo para o seu futuro - aliás, é essa uma das funções para que foi criado.

(*) Em Lisboa, na Rua das Portas de Santo Antão, nº 58

----------------------------------------------------------------------------------
Tertulianos que marcaram presença na TBDL do dia 4 de Fevereiro de 2014:
Lista de participantes fornecida por Inês Ramos, elemento do quarteto que desde Julho de 2013 dirige a TBDL, e aqui acrescentada "a posteriori"

1. Adelina Menaia
2. Álvaro
3. Ana Oliveira - Convidada Especial
4. Ana Saúde
5. António Araújo
6. António Isidro
7. Bruno Caetano
8. Cristina Costa Amaral
9. Falcato 
10. Filipe Duarte
11. Helder Jotta
12. Hugo Tiago
13. Inês do Carmo
14. Inês Ramos
15. João Amaral
16. João Figueiredo
17. João Rapaz
18. João Sequeira
19. João Tércio
20. João Vidigal
21. Luís Graça
22. Manuel Valente
23. Miguel Costa Ferreira
24. Moreno
25. Nuno Duarte ("Outro Nuno") 
26. Nuno Viegas
27. Paulo Costa
28. Policarpo
29. Quico Nogueira
30. Rui Domingues
31. Vítor Estudante
 
----------------------------------------------------------------------------------

Os visitantes interessados em ver as anteriores postagens deste tema poderão fazê-lo clicando no item Tertúlia BD de Lisboa incluído em rodapé 

segunda-feira, fevereiro 03, 2014

Angoulême 2014 - Prémios e Premiados



Terminou ontem o 41º Festival Internacional de Banda Desenhada de Angoulême - o maior e mais antigo evento europeu da especialidade. E ontem mesmo divulguei os seus principais prémios e premiados, embora em "post" datado de 1 de Fevereiro... a tecnologia dos blogues permite estes "milagres"!).

Todavia, pensando melhor, decidi fazer hoje uma nova postagem dedicada em exclusivo a esse tema, ou seja, registá-lo de forma separada e mais facilmente localizável no futuro. 

Portanto, para iniciar a informação, fica dito desde já:  Bill Watterson (visível nas imagens de cima, em auto-caricatura e em foto) foi o vencedor - convém lembrar as personagens que lhe deram fama e direito a este prémio, Calvin e Hobbes.

Como mera curiosidade, registe-se o facto de acontecer pela terceira vez, depois de 2007, que um autor não francófono tenha sido eleito para esta distinção máxima, após o argentino José Muñoz (2007), e o norte-americano Art Spiegelman (2011).

O importante pormenor de se saber que Bill Watterson, após ter dado como definitivo o abandono das suas personagens, se refugiou num isolamento inabalável, criou na organização do festival BD um problema inédito: no evento do próximo ano não poderiam contar com o autor norte-americano para realizar o cartaz, e muito menos - mais grave ainda - para estar presente nas cerimónias tradicionais do festival. 
Daí que já estejam previstas alterações no regulamento da atribuição deste galardão, para não se poder repetir tal contratempo, que também pode acontecer por falecimento do autor eleito para tal distinção anual. 
 
-------------------------------------------------------------------------------

OUTROS PRÉMIOS

MELHOR ÁLBUM 
 "Come Prima" - Obra da autoria de Alfred (argumento e desenho), em álbum de 220 páginas, edição da Delcourt.
 



-------------------------------------------------------------------------

PRÉMIO DO PÚBLICO

"Mauvais Genre" - Obra de Chloé Cruchaudet (argumento e desenho).
Editora: Delcourt



--------------------------------------------------------------------------

PRÉMIO ESPECIAL DO JÚRI

"La Proprieté" - Obra de Rutu Modan (argumento e desenho de um autor israelita).
Editora: Actes Sud




--------------------------------------------------------------------------

PRÉMIO DO PATRIMÓNIO

"Cowboy Henk" - Obra da dupla Kama & Seele (Kamagurka e Herr Seele)


--------------------------------------------------------------------------

PRÉMIO DA BD ALTERNATIVA


Este ano foi premiado o UN FANZINE CARRÉ (Uma realização do colectivo HECATOMBE - Suiça, Geneva).



--------------------------------------------------------------------------

Para finalizar, reproduzo a lista completa de obras vencedoras e respectivos autores:


Come Prima” do autor Alfred (Delcourt) - Prémio Melhor Álbum (Fauve d’Or)

La Propriété” de Rutu Modan (Actes Sud BD) - Prémio Especial do Júri


“Fuzz & Pluck" - Tomo 2,  de Ted Stearn (Cornélius) - Prémio da Série


“Le Livre De Léviathan”, de Peter Blegvad (L’Apocalypse) e “Mon Ami Dahmer” de Derf Backderf (Ça et Là) - Prémio Revelação (ex-aequo)


“Cowboy Henk” de Herr Seele et Kamagurka (Fremok) -  Prémio do Património

 
“Mauvais Genre” de Chloé Cruchaudet (Delcourt) - Prémio do Público

 
“Ma Révérence” de Rodguen et Wilfrid Lupano (Delcourt) - Prémio Fauve polar


“Les Carnets de Cerise - Tomo 2 – Le Livre d’Hector” de Joris Chamblain e Aurélie Neyret (Soleil) -  Prémio Juventude

 
“Un Fanzine Carré” (fanzine editado por Hécatombe – Suiça, Genève) - Prémio da Banda Desenhada  Alternativa (Falo mais pormenorizadamente deste prémio no meu outro blogue 

http://fanzinesdebandadesenhada.blogspot.pt
--------------------------------------------------------------------------

Para ver as postagens anteriores referentes a eventos de banda desenhada, ou que a incluam, bastará clicar no item: Festivais, Salões BD e afins, visível no rodapé