terça-feira, novembro 21, 2017

Fernando Relvas, adeus amigo (1954-2017)


FERNANDO RELVAS

- Síntese biobibliográfica (Versão Actualizada em 21 Nov.2017)
 

Fernando Carlos Nunes de Melo Relvas, 20 de Setembro de 1954, Lisboa, 21 de Novembro de 2017, Amadora.
 

Relvas iniciou-se na BD em 1975, colaborando
nos fanzines O Estripador e O Gorgulho. Estreou-se em 1976 a fazer tiras de banda desenhada caricatural e de fundo político num jornal, o Gazeta da Semana, com a personagem 'Chico', material posteriormente compilado em livro com o título do jornal.

Voltaria mais tarde aos jornais, designadamente a: Pau de Canela, O Fiel Inimigo (depois apenas Inimigo), Sete, GrandAmadora, Diário de Notícias, Mundo Universitário
Entre todos destaca-se o semanário Sete, onde teve extensa produção bedística, de 1982 a 1987: Concerto Para Oito Infantes e Um Bastardo, Niuiork, Sabina, Ai Este Chavalo Seria Tão Baril Se..., Herbie de Best, Sangue Violeta, Karlos Starkiller Jornalista de Ponta, todas a preto e branco, e Nunca Beijes a Sombra do Teu Destino, A Noite das Estrelas, O Diabo à Beira da Piscina, O Atraente Estranho, estas quatro a cores.

Há bandas desenhadas suas em várias revistas de BD: Mundo de Aventuras, ("0-3-0 O Controlador Louco"), Fungagá da Bicharada, Mosquito (5ª série), no respectivo suplemento "O Insecticida", Lx Comics e especialmente na Tintin, onde teve considerável produção (Espião Acácio, Viagem ao Centro da Terra, Rosa Delta Sem Saída, L123, Cevadilha Speed, Slow Motion, Kriz 3). 
 

Fez também BD em revistas de temas diferentes, nomeadamente Pão Comanteiga e Sábado ("O Rei dos Búzios").

Em 1990 obteve o 1º prémio do concurso "Navegadores Portugueses", organizado pelo CNC-Centro Nacional de Cultura, com a obra "Em Desgraça - As Aventuras de Vaz Taborda".

Tem obras editadas em álbuns: colaboração no colectivo "Noites de Vidro", aavv (1991); "Em Desgraça - As Aventuras de Vaz Taborda" (1993), "As Aventuras de Piri-Lau O Nosso Primo em Bruxelas" (1995), "Karlos Starkiller Jornalista de Ponta" (1997) - recolha da série homónima publicada no semanário Sete; "Uma Revolução Desenhada: o 25 de Abril e a BD" (1999).

Enquanto profissional da BD e Ilustração, editou ele próprio os seus zines, aliás prozines (Ananaz Q Ri e Ménage à Trois), mas colaborou também nos fanzines Édito, Quadrado (2ª série) e Efeméride (2014).

Em Setembro de 1989, no V Salão Internacional de Banda Desenhada do Porto participou numa exposição colectiva; em Março de 1997 foi-lhe dedicada uma exposição, pela Bedeteca de Lisboa,  intitulada "Relvas à Queima-Roupa", com edição de catálogo; em 1998 foi um dos vários autores portugueses incluídos na exposição "Perdidos no Oceano", organizada em França pelo Festival Internacional de Banda Desenhada de Angoulême, na edição desse ano.


Em Setembro de 2002 foi homenageado pela Tertúlia BD de Lisboa. 

Publicadas em língua inglesa tem as seguintes obras: Palmyra (2007), The Chinese Master Spy (2008), Li Moonface (2011), Ask a Palmyra: How Can Transgenic Fish Make You Sex Crazy? (2013).

Em 2012 realizou o seu primeiro filme de animação, "Fado na Noite", ambientado em Lisboa, nos meados do século XIX. O filme foi financiado pela RTP e Ministério da Cultura. 

Em 2013 foi-lhe atribuído um Prémio Nacional de BD/2012, na alínea "Clássicos da 9ª Arte", incidindo sobre o livro editado em 2012 "Sangue Violeta e Outros Contos", no Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, onde, além disso, esteve representado na exposição "Relvas a Três Tempos". 


Durante 2014 realizou, mais uma vez como autor completo - argumento, desenho, legendagem e colorização -, a obra "Nau Negra", terminada em fins de Setembro, editada em Agosto de 2015, numa versão em inglês, redigida pelo próprio Relvas.

Geraldes Lino 


--------------------------------------------------
Informação
O velório será efectuado no dia 23, 5ª feira, depois das 16h, no espaço da Galeria da própria Câmara Municipal da Amadora.
Relvas faleceu no Hospital Amadora-Sintra na madrugada de 21 do corrente mês.  
O funeral realiza-se na 6ª feira, a partir das 11h00 para o crematório de Barcarena.  

domingo, novembro 19, 2017

Eco da AmadoraBD - Cadáver Esquisito improvisado por dez desenhadoras










A autoria deste cadavre exquis aliás cadáver esquisito é das seguintes desenhadoras:

1) Bárbara Lopes
2) Joana Afonso
3) Inês Garcia, sob ideia do argumentista Tiago Cruz
4) Susana Resende
5) Mosi (Joana Mosi)
6) Rita Alfaiate
7) Mariana Serra
8) Diana Andrade
9) Sharon Mendes
10) Joana Avi-Lorie

Mais um "cadáver esqusito" que venho mostrar aos visitantes do blogue. Tenho realizado este tipo de brincadeira gráfica improvisada nos dois eventos de BD mais importantes em Portugal que se realizam na Amadora e em Beja.

Para colaborarem nesta banda desenhada feita a várias mãos sem argumento/guião prévio sempre convidei autores e autoras sem qualquer critério especial, a não ser o de gostar dos respectivos estilos.

Mas desta vez, isto é, no recente AmadoraBD, terminado no dia 12 do corrente mês de Novembro ocorreu-me uma ideia diferente, a de tentar fazer um cadavre exquis com a colaboração exclusivamente de ilustradoras. Consegui. E, por acaso, até acabei o valioso bloco de desenho com a última prestação para um conjunto de dez cadáveres esquisitos que compõem o bloco.  

---------------------------------------
Os visitantes interessados em verem os "posts" que contêm os anteriores "cadavre exquis" poderão fazê-lo clicando no item Cadavre Exquis aliás Cadáver Esquisito visível no rodapé

sábado, novembro 18, 2017

Exposição de BD de Paulo Pinto e lançamento de livro de BD




Paulo Pinto e Escrevo é o título do blogue de Paulo Pinto, autor de BD  portuense que tem feito bandas desenhadas para várias publicações, designadamente para o semanário Expresso (mais concretamente para o caderno "Vidas"), para o jornal A Voz de Ermesinde, para os fanzines Terminal, Succedâneo e Wilk+Wodka.

Por conseguinte, trata-se de produção de BD suficiente para fornecer material para uma exposição que se apresenta sob o imaginativo título "Ideias Gentilmente Cedidas Pela Noite Portuense", visitável a partir de hoje, dia 18 de Novembro, sábado, no Fórum Cultural Ermesinde, na Galeria de Exposições, onde estará patente ao público até 28 de Janeiro do próximo ano de 2018.

O programa contempla ainda o lançamento do livro de banda desenhada de Paulo Pinto com o mesmo título, um concerto desenhado, e um desenho directo num mural acompanhado por um quarteto de saxofones.

Mais pormenores acerca de Paulo Pinto podem ser esmiuçados (incluindo foto e biografia) no seguinte post:

http://divulgandobd.blogspot.pt/2014/09/porto-na-bd-ii-autor-paulo-pinto.html 

-------------------------------------
Os visitantes deste blogue interessados em ver notícias anteriores sobre o tema Exposições BD Avulsas poderão fazê-lo clicando no respectivo item visível no rodapé