segunda-feira, agosto 31, 2015

Tertúlia BD de Lisboa --375º Encontro

Em cima: Uma bd curta (duas pranchas), sem título, da autoria (desenho, argumento e legendagem) de André Pacheco. Esta bd está incluída no programa da Tertúlia BD de Lisboa e será distribuída por todos os participantes do encontro no dia 1 de Setembro.
 

André Pacheco é o Convidado Especial da Tertúlia BD de Lisboa no encontro do dia 1 de Setembro de 2015.

375 encontros/convívios mensais já realizados significa um longo e profícuo percurso desta tertúlia lisboeta que, sem falhas, tem sempre um autor de BD/ilustrador como Convidado Especial a participar em cada encontro.



Em cima: Imagens de encontros da Tertúlia BD de Lisboa

Há quem se espante, e pergunte: mas tem havido tanta gente a fazer BD? Sim, é um facto que, ao longo destes trinta anos de existência da tertúlia, há sempre gente nova que aparece a fazer bandas desenhadas - caso do André Pacheco, autor da curta de BD (duas pranchas) a ilustrar o "post" - , em especial nos seus próprios fanzines, ou nos de outros faneditores.

O problema com que se deparam estes novos da BD portuguesa é o de, na maior parte dos casos (*) - não lhes ser viável ganharem a vida à conta da BD, e acabam por trabalhar como ilustradores (inclusive, de livros escolares), ou na publicidade, e, em casos esporádicos, a de verem publicada uma obra de BD que andaram a construir nos tempos livres. 

(*) Como é do conhecimento de quem anda a par do que se passa no nosso nicho da BD, há cerca de uma dezena de desenhadores a trabalhar para os comics dos Estados Unidos da América.
----------------------------------------------------------
ANDRÉ PACHECO

Síntese biobibliográfica 

André Pacheco nasceu em Beja a 3 de Agosto de 1985. 
Reside em Vila Nova de Santo André, onde cresceu e estudou.
 

Trabalha na área do desenho técnico, mas desde cedo o fascínio pelo cinema de animação e pela banda desenhada o levaram a interessar-se pela obra de vários autores. Na génese desse interesse pelo desenho esteve o seu pai, ligado desde sempre à área artística.

André Pacheco explora o carvão e várias técnicas mistas, incluindo pastel e aguarela, como ferramenta expressiva e forma de materialização de experiências ficcionais.
Fascina-o o quotidiano, as deambulações das almas, a insanidade e a relatividade da existência.


A sua primeira participação como autor de banda desenhada surgiu a convite da Escola Secundária Padre António Macedo, no âmbito das celebrações do 25 de Abril. 

Seguiu-se uma colaboração com a Associação Intervir, com ilustrações para um conto infantil sobre a discriminação social.

Também deu workshops de banda desenhada a alunos dos 2º e 3º ciclos do Colégio Nossa Senhora da Graça, em Vila Nova de Mil Fontes, no âmbito das aulas de Educação Visual.

Actualmente colabora com as suas bandas desenhadas e ilustrações para a revista Cena’s, do AJAGATO - Grupo Amador de Teatro de Santo André e para o fanzine Purga de Heitor Joshua. Entre os vários trabalhos que já realizou destaca-se a arte gráfica do EP da Banda Artic Fire.


Expôs no Centro Cultural Emmerico Nunes, em Sines, na Sociedade Harmonia Eborense, no O2 CAFÉ, em Vila Nova de Santo André, e no Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora - no âmbito de um concurso de banda desenhada promovido pela organização.


Este ano ganhou o Prémio Geraldes Lino 2015, atribuído pela Bedeteca de Beja. Teve também patente uma exposição no XI Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja.

  
---------------------------------------------------------
375.º Encontro da Tertúlia BD de Lisboa
1 de Setembro, das 20h às 23h

Entrada livre
Casa do Alentejo
R. Portas de Santo Antão, n.º 58
Lisboa

--------------------------------------------------------- 
Os visitantes interessados em ver as anteriores postagens deste tema poderão fazê-lo clicando no item Tertúlia BD de Lisboa incluído em rodapé       

quinta-feira, agosto 27, 2015

Exposições BD Avulsas - Viriato em Viseu




Viriato, personagem histórica importante, ao longo dos tempos atraiu a atenção de vários autores de BD, designadamente José Garcês (*), Eugénio Silva, a dupla Artur Correia, desenhador, e António Gomes de Almeida, argumentista, bem como a de Victor Mesquita, autores consagrados da banda desenhada portuguesa.

Mas também de alguns outros, uns já bem conhecidos (João Amaral), outros menos, considerando a generalidade dos apreciadores de BD mais novos, casos de Pedro Castro, Salomão, Crisóstomo Alberto.

Qual o motivo de mencionar estes autores que se interessaram por Viriato? Porque, em Viseu, vai estar montada uma mostra essencialmente de banda desenhada (*) dedicada àquela personagem histórica, com colaborações de vinte e um autores. 

Além deste motivo de interesse, haverá um brinde adicional: um álbum com recolha da citada obra "Viriato", executada por José Garcês originalmente na revista Cavaleiro Andante, e nela publicada no sistema de "continua no próximo número" no início da década de 1950.

Eis a lista dos nomes de autores (banda-desenhistas, ilustradores, cartunistas) representados na exposição, listagem essa que recebi por amabilidade de um dos comissários da exposição, Carlos Alberto Almeida:


Artur Correia
José Ruy
Mara Mendes
José Garcês
Miguel Rebelo
Augusto Trigo
Pedro Emanuel
José Almeida
Eugénio Silva
Baptista Mendes
João Amaral
Paulo Medeiros
Pedro Albuquerque
Fernando Santos Costa
Pedro Ribeiro
Carlos Rico
E.T. Coelho (falecido)
Daniel Almeida
Carlos Almeida
Ricardo Ferreira
António Lança Guerreiro


(*) De facto, além de bandas desenhadas, a exposição abarca ilustrações, cartunes, desenhos digitais, gravuras, também pinturas, alusivas a Viriato



Informações práticas:

Datas: 

Início: A exposição inaugura-se a 30 de Agosto, Domingo próximo.

Fim: As pranchas de BD estarão patentes ao público até 13 de Setembro de 2015.

Local: Museu da Electricidade - Espaço EDP - Feira de São Mateus - Viseu  


(*) O Cartaz da exposição é da autoria de José Garcês
------------------------------------------------------------------

JOSÉ GARCÊS

Síntese biobibliográfica

José dos Santos Garcês, Lisboa, Julho de 1928. 
Frequentou a Escola de Artes Decorativas António Arroio. 
Iniciou-se na Banda Desenhada no jornal infanto-juvenil O Mosquito. Para lá fez "O Inferno Verde", a sua primeira bd aos dezoito anos, tendo posteriormente colaborado em O Papagaio e no Camarada. Encontramo-lo também na Fagulha, revista infantil editada entre 1958 e 1974, preenchida por muitas bandas desenhadas e colaborações literárias cuja autoria, em ambas as vertentes, era feminina na sua maioria, e intencionalmente projectada para leitura das raparigas.
Mas também houve alguns autores a colaborarem, José Garcês, foi um deles, embora quase sempre sob argumentos escritos por mulheres, o que prova a forte influência feminina na revista.
Nessas condições, lá se encontram numerosas histórias suas - chega a haver duas em publicação simultânea! -, como seja "O Camaroeiro Real" (com Isabel Falcão a escrever o argumento), "O Elefante Branco" (sendo o argumento assinado por Madressilva), "A Grande Caçada" (no argumento, Maria Clara Tavares da Silva), "O Terror da Floresta", história escrita por Teresa Sampaio. 
Esta copiosa produção que comporta várias bandas desenhadas no género animalista, acontece em paralelo com bedês suas no período 1952/61 para o Cavaleiro Andante, publicação periódica que marca toda uma vasta camada de leitores, onde é mostrada uma das suas importantes obras de carácter histórico intitulada "Viriato".
Aliás, neste género se baseia grande parte da sua carreira na BD, bem como na adaptação de obras literárias, caso de "Eurico, o Presbítero", de Alexandre Herculano, que fez para o suplemento Joaninha da revista Modas e Bordados. Afora as já citadas publicações com colaboração sua, há que acrescentar outros títulos: Lusitas, Girassol, Titã, Falcão, Zorro, Pisca-Pisca, Mundo de Aventuras, Tintin, Fungagá da Bicharada, Selecções BD (2ª série). 
Também se encontra trabalho seu em suplementos de jornais, em fanzines e obras várias. Nos primeiros, além do já mencionado Joaninha, passou igualmente pelo Pim-Pam-Pum, acompanhante infantil do jornal O Século, pelo Pirilim (1979/80), suplemento de O Comércio do Porto e pelo suplemento/revista Notícias Magazine, englobado nos jornais Diário de Notícias e Jornal de Notícias, tendo entre vários outros autores, criado um episódio para a personagem "Maria Jornalista". 
Nos fanzines, além de ter sido faneditor, em 1944, de O Melro, um fanzine avant la lettre, ou seja, quando entre nós ainda se desconhecia o conceito, autorizou a publicação de obras antigas suas nesses magazines amadores, pelo que nesse quadrante se encontra representado no Almada BD Fanzine e Cadernos Sobreda BD. Em 2007 voltou a colaborar num fanzine, o  Efeméride, com um episódio curto, de prancha única, dedicado ao Príncipe Valente.  
No capítulo das obras várias merece relevo o episódio "Os Argonautas", em seis pranchas a cores e alguma carga erótica na obra colectiva "Vasco Granja... 1000 Imagens", editada em 2003, onde introduz como personagens, além do homenageado, José Ruy e Machado Diniz.
Em álbum, é logo no início dos anos 1960 que, pela primeira vez, obra sua aparece. Tratou-se de volume colectivo, acompanhado por Baptista Mendes, Hernâni Lopes, José Antunes, José Ruy, Manuel Ferreira e Victor Paiva, sob o título genérico "Grandes Portugueses". A sua colaboração restringe-se ao primeiro de dois tomos, nela tendo desenhado seis episódios de uma só prancha dedicados a personagens históricas: Viriato, Infante D. Henrique, Serpa Pinto, entre outras. Cerca de vinte anos mais tarde, em 1983, a Editorial Futura recupera para álbum uma sua antiga adaptação literária de obra de Alexandre Herculano à BD, "Eurico o Presbítero".
Entre 1986 e 1989, sob texto de A. do Carmo Reis, desenha a sua obra de maior fôlego (quatro volumes) a "História de Portugal".
Sucessivamente, Garcês foi realizando sozinho ou trabalhando com argumentista, uma longa série de obras de BD publicadas em álbum. 
De 1988 até hoje os títulos sucedem-se: "Bartolomeu Dias", "O Tambor/A Embaixada", "Cristóvão Colombo Agente Secreto de João II" (dois tomos), "D. João V - Uma Vida Romântica", "História do Jardim Zoológico de Lisboa em Banda Desenhada", "História da Guarda-Oitocentos Anos de Cidade", "História de Oliveira do Hospital-Povo Valoroso Passado Heróico", "História do Porto em BD", "História de Ourém", História de Pinhel", "História de Faro em BD", "O Lince Ibérico".
Está prestes a sair a reedição em álbum da obra "Viriato", publicada originalmente na revista Cavaleiro Andante (previsto o lançamento na inauguração em Viseu da exposição "Viriato na BD") e também está em vias de edição "A História de Silves em BD". 
Geraldes Lino

Nota: A foto de José Garcês é da autoria de seu filho Ricardo Garcês          
-------------------------------------------------------------


----------------------------------------------------------------
Os visitantes interessados em ver notícias sobre exposições anteriores poderão fazê-lo clicando no item Exposições BD Avulsas 


segunda-feira, agosto 24, 2015

Porto na BD - Uma Viagem Fantástica



Um livro de banda desenhada tendo como autores dois nomes com prestígio noutras áreas culturais - Rui Azul, músico, designer gráfico e autor de BD (*), e Manuel António Pina, jornalista e poeta, infelizmente já falecido -, editado por uma entidade não ligada à área editorial da BD, e com uma invulgarmente grande tiragem dedicada a oferta na totalidade, é algo de inusitado e  imprevisível.

Uma Viagem Fantástica constitui uma interessante peça de BD, editada em 1996, quase há vinte anos, por conseguinte actualmente já difícil de obter.

A trama da obra, gizada com imaginação por Manuel António Pina (provavelmente a sua única participação como argumentista de BD), e bem desenhada por Rui Azul (que já tinha feito BD no fanzine Belo Zebu), tem um fundo onírico, pois gira em torno de peripécias protagonizadas por dois irmãos que sonham estar a viajar no metro do Porto, numa altura em que esse meio de transporte urbano ainda não existia naquela cidade, pois apenas seria inaugurado em 2005.  

Ficha técnica

Título: Uma Viagem Fantástica

Autores: 
Desenhos e design gráfico - Rui Azul
Texto e diálogos- Manuel António Pina

Texto de apresentação de Arnaldo Saraiva

Produção - Dividendo Comunicação e Imagem
1996 / 1ª edição

Edição de GEC ALSTHOM

50 mil exemplares destinados a oferta

Formato 20x28cm
32 páginas
Álbum brochado

(*) http://ruiazul.wix.com/rui-azul#!__bd-comics

-----------------------------------------------
Os visitantes interessados em ver as postagens anteriores relacionadas com os temas "Álbuns BD imprevisíveis e difíceis de obter" e "Porto na BD" poderão fazê-lo clicando nos respectivos itens indicados em rodapé   

sábado, agosto 22, 2015

12º Festival Internacional de Banda Desenhada e Animação- Luanda Cartoon 2015



Teve inauguração oficial 6ª Feira, dia 21 de Agosto - como se pode ver pela reprodução do convite que amavelmente me enviaram - o 12º Festival Internacional de Banda Desenhada e Animação Luanda Cartoon/2015, que estará a decorrer até 28 do mesmo mês em dois pólos importantes da capital angolana: Centro Cultural Português-Instituto Camões e Mediateca de Luanda.

O evento, cujo cartaz tem a autoria do angolano Carlos Alves, é promovido pelo Estúdio Olindomar, e tem como tema "Kianda" (*), abarca várias componentes, entre as quais se destacam a Exposição Central Internacional, a Expo 40/40 de Carnot Júnior e Tché Gourgel, e o lançamento do nº4 do fanzine BDLP- Banda Desenhada de Língua Portuguesa (já distinguido como "Melhor Fanzine" nos prémios instituídos pelo Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora). (**)

Portugal estará representado desta vez por Paulo Monteiro, autor de BD, director da Bedeteca de Beja e do Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja (que fará vários workshops de BD). Ele, mais os autores Pahé, do Gabão, e Jerémie Nsingui, da República Democrática do Congo, são os Autores Convidados.

O programa do Festival BD de Luanda é variado, como se pode verificar:



-------------------------------------------------------------
(*) Divindade angolana das águas, protectora dos pescadores, equivalente a Iemanjá (Wikipedia)
 

(**) O fanzine BDLP é editado por uma dupla, o Olindomar Estúdio, angolano, e Grupo Extractus, português, e tem por finalidade reunir colaborações de autores de BD de países lusófonos.

---------------------------------------------------- 
Para ver as postagens anteriores referentes a eventos de banda desenhada, ou que a incluam, bastará clicar em qualquer dos itens: Festivais, Salões BD e afins, visível no rodapé    

quinta-feira, agosto 20, 2015

Manga Cosplay Event 2015


A Associação NGA - Núcleo Geeks do Algarve vai organizar, nos dias 22 e 23 (Sábado e Domingo) do corrente mês de Agosto, mais uma edição do Manga & Comic Event - MCE 2015, que decorrerá no Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) de Faro.

Sublinhe-se o pormenor de esta ser a 4ª edição de um evento dedicado maioritariamente à BD japonesa.
É sabido que há já entre nós uma numerosa falange de entusiastas de mangá - tanto na área dos apreciadores como na dos autores -, daí que seja compreensível a existência (e resistência) do evento em questão, que engloba a componente de cariz essencialmente espectacular chamada "cosplay".

Reproduzo o texto divulgado nas redes sociais pela entidade organizadora:

Semelhante a anos anteriores, este evento contará com a presença de artistas e convidados especiais, lojas de venda de merchandising variado, actividades lúdicas de carácter oriental e ocidental, workshops diversos, painéis de discussão, concursos e desafios, multimédia, entre muitas outras coisas.
Destacamos ainda o Desfile de Cosplay e o Concurso de Cosplay, os quais se realizam todos os anos.
Para ficares a par de todas novidades relacionadas com o Manga & Comic Event 2015, segue-nos nas redes sociais, actualizadas todas as semanas.

Organizador:


Associação NGA
Telefone:
962 590 966
E-mail:
Site:
http://www.anga.pt
-----------------------------------------------
O QUE É A NGA?

Socorro-me de um texto público desta associação:




A Associação NGA


A NGA é uma associação sem fins lucrativos com o objectivo de promover não só a cultura literária, banda desenhada, animação, jogos e videojogos, como também uma maior unificação da comunidade em torno destes temas. Procuramos não só criar eventos e actividades, mas também promover os de outras entidades que se relacionem com os nossos objectivos.

A história

Começou com 2 jovens que decidiram criar no Algarve um evento sobre banda desenhada, animação e videojogos, algo que tem crescido tanto a nível nacional como internacional. Com poucos fundos, realizaram a primeira edição do Manga & Comic Event em 2012 na sede da associação Faro 1540, que contou com a presença de 450 visitantes. Nesse ano, foi ainda realizado o evento Japão – Dia aberto na Universidade do Algarve, que contou com exposições, workshops e alguns convidados.


Em 2013, para além da segunda edição do Manga & Comic Event, que contou com a presença de mais de 750 pessoas de várias nacionalidades, o grupo tornou-se mais activo em termos de actividades, realizando, em colaboração com o Club Farense, a primeira edição do FarHorror, várias tertúlias e encontros com os membros do grupo.

No final de 2013, surgiu a necessidade de tornar o grupo numa associação, com o propósito de criar mais e melhores eventos. Foi registada oficialmente a 12 de Dezembro de 2013.


Em 2014, a 3º edição do Manga & Comic Event realizou-se no IPDJ de Faro contando com a presença de mais de 900 visitantes de todas as partes do país, e internacionais. Procurou-se criar mais actividades como Painéis de discussão, dois palcos com animação para todos os gostos e uma mais ampla zona de videojogos. Também, nesse ano, foi criado o Grupo de estudo de Japonês, que junta várias pessoas todas as quintas-feiras com o interesse comum de estudar Japonês. Durante o ano, a Associação participou noutros eventos, tais como a Semana Académica da Universidade do Algarve, o 7º Festival E-Motion e a 23º Feira da Serra de São Brás de Alportel. No dia 13 de Dezembro, a Associação organizou um jantar para comemorar o seu 1º aniversário, na sede da associação Faro 1540, onde foi realizado o primeiro Manga & Comic Event.

--------------------------------------------------
Para ver postagens anteriores relacionada com este tema, bastará clicar no item Salões BD e afins, visível no rodapé
  

terça-feira, agosto 18, 2015

BD portuguesa em jornais - Autor: António Jorge Gonçalves




António Jorge Gonçalves colaborou comigo no suplemento "Tablóide" do extinto jornal Diário Popular no distante 1985 - sim, há trinta anos - com a banda desenhada "Balas Perdidas".

Após ter reproduzido a entrevista com ele na etiqueta "Entrevistas Antigas a Autores Portugueses" (*) é agora a vez de mostrar as três pranchas da citada curta de BD.

(*) http://divulgandobd.blogspot.pt/2015/07/entrevistas-antigas-autores-de-bd.html

---------------------------------------------------------- 
Os visitantes interessados em ver as anteriores postagens poderão fazê-lo clicando no item BD portuguesa (antiga) em jornais, incluído em rodapé.

domingo, agosto 16, 2015

Comic Jam


Foi no dia 4 do corrente mês de Agosto - por conseguinte já há quase duas semanas - que se realizou o mais recente convívio da Tertúlia BD de Lisboa, e foi elaborado o habitual comic jam.

Motivos de tal demora em o mostrar aqui no blogue, como habitualmente? A catadupa de assuntos, com data marcada, que têm surgido ultimamente. E como o comic jam é uma brincadeira gráfica intemporal, em forma de banda desenhada feita de improviso, que pode ser mostrada em qualquer altura, chegou hoje o dia.

Quem participou? Aqui ficam os nomes dos ilustradores, pela ordem pela qual foram criadas as seis vinhetas:

1 - Mitsu (*) ------------------ 2 - Daniela Santos
3 - Joana Varanda --------- 4 - Nelson Mota
5 - Mariana Durana -------- 6 - Sérgio Santos 

(*) Mitsu foi a Convidada Especial do 374º encontro da TBDL


----------------------------------------------------------
Os visitantes interessados em verem os "posts" anteriores que contêm todos os "comic jam" realizados na Tertúlia BD de Lisboa, mas também os que foram desenhados nos eventos AMADORABD e ANICOMICS, poderão fazê-lo com um simples clique no item Comic Jam visível aqui por baixo no rodapé.