segunda-feira, dezembro 03, 2018

Jorge Magalhães (1938-2018)


A actividade de Jorge Magalhães na BD foi prolífica e diversificada: escreveu argumentos/guiões, fez traduções, coordenou revistas da especialidade, adaptou obras literárias para bandas desenhadas, escreveu argumentos/guiões para vários desenhadores.
Enquanto argumentista/guionista de BD, actividade em que se tornou a maior referência em Portugal, fez parceria com vários desenhadores, nomeadamente Augusto Trigo, Baptista Mendes, Carlos Alberto [Santos], Catherine Labey, Eugénio Silva, Fernando Bento, Jorge Mendonça, José Garcês, Ricardo Cabrita, Rui Lacas, Vítor Péon, Zenetto (nomes indicados por ordem alfabética, obviamente).

Nota: As fotos de Jorge Magalhães reproduzidas nesta postagem são da autoria de Dâmaso Afonso, a quem agradeço.
............................................................
Biobiliografia



Síntese biobibliográfica



Jorge Arnaldo Sacadura Cabral de Magalhães, nasceu a 22 de Março de 1938, no Porto, faleceu em Cascais a 1 de Dezembro de 2018.

Tem numerosos textos, incluindo contos, publicados nas revistas de banda desenhada Mundo de Aventuras, Mosquito (2ª série e 5ª série), Pisca-Pisca, Jornal da BD, Heróis Inesquecíveis, Selecções BD (2ª série), sendo chefe de redacção desta última, e nos fanzines Copra e Quadrinhos. 
Foi coordenador da revista Mundo de Aventuras (5ª série), e em 1976 iniciou-se como argumentista em "A Lenda de Gaia", com desenhos de Baptista Mendes.
Fez argumentos para grande número de desenhadores, designadamente Augusto Trigo, Catherine Labey, Vítor Péon, Zenetto, Eugénio Silva, Fernando Bento, José Garcês, Ricardo Cabrita, Carlos Alberto, Rui Lacas, entre outros. 

Tem co-autoria com Augusto Trigo nos seguintes álbuns:
Wakantanka (1º e 2º volumes, 1985 e 1988 respectivamente)
Ranger, 1988
Excalibur, 1988
Lendas de Portugal (1º e 2º volumes, 1988 e 1989)
Fez o argumento, para a curta desenhada por Trigo, Um Lusitano na Corte do Rei Artur para o livro Vasco Granja. Uma Vida...1000 Imagens, editado em Maio de 2003.

Co-autoria com Catherine Labey
Contos de Entre Douro e Minho, 1989
Contos de Guerra Junqueiro, 1990
Contos de Anderson, 1991
Lendas de Portugal, 1991
Contos dos Irmãos Grimm, 1992
Novos Contos das Mil e Uma Noites, 1994

Co-autoria com José Garcês
O Tambor, 1992

Co-autoria com João Mendonça
Joaninha dos Olhos Verdes, 1993

Co-autoria com Fernando Bento
Regresso à Ilha do Tesouro, 1993

Co-autoria com Ricardo Cabrita
Contos do Sul, 1993

Co-autoria com AAVV (Catherine Labey, Eugénio Silva, José Garcês, Carlos Alberto
Contos das Ilhas, 1993

Co-autoria com Rui Lacas
Maldita Cocaína, 1994