quinta-feira, julho 24, 2014

Cromos em BD - História de Portugal








Grande parte das colecções de cromos é constituída por imagens soltas, sem qualquer sequencialidade, daí que não tenham cabimento neste blogue dedicado à BD.

Mas há excepções. Uma delas, que faz parte das minhas diversificadas colecções, é a intitulada História de Portugal, cujos cromos foram realizados de forma brilhante por Carlos Alberto [Santos] em sequências próximas da banda desenhada (veja-se o exemplo da série "Príncipe Valente"), constituídas por quatro imagens em cada página.

A informação contida na página 3 da caderneta é a seguinte:
História de Portugal
Colecção de 204 cromos, representativos dos feitos e acontecimentos mais notáveis, desde os antecedentes da fundação do reino até aos tempos actuais (leia-se: Estado Novo).

Para se compreender esta fronteira final terá de se contextualizar o período contemplado pela colecção, cuja 11ª edição - aquela que possuo - foi editada em 1965, o que justifica o facto de os quatro últimos cromos retratarem as figuras de Carmona, Presidente da República na época, Salazar, Presidente do Conselho, Craveiro Lopes e Américo Tomás, que ocuparam sucessivamente a presidência da República.

Estava-se ainda longe de 1974, com a derrocada do antigo regime, e o surgimento de novas e diferentes figuras políticas e históricas representativas da revolução do 25 de Abril.


Ficha técnica

História de Portugal
Compilação de António Feio
Segundo as Histórias de Portugal, oficialmente aprovadas, de António G. Matoso, Chagas Franco e Janeiro Acabado
Supervisão de José de Oliveira Cosme
Ilustrações de Carlos Alberto
Caderneta no formato 22x23cm
Total de páginas da caderneta - 56 páginas (51 com cromos)
Capa e contracapa a cores
Data desta 11ª edição - Setembro de 1965
-------------------------------------------------------------
CARLOS ALBERTO [SANTOS]

Síntese biobibliográfica


Como autor de BD sempre assinou apenas Carlos Alberto, mas nas ilustrações e na Pintura estende a assinatura até ao apelido Santos. Todavia, o nome completo é Carlos Alberto Ferreira dos Santos. 

Nascido em Lisboa a 18 de Julho de 1933, Carlos Alberto surgiu na banda desenhada em 1948 na revista Camarada, com "O Escudo do Sarraceno", dando continuidade à sua carreira de autor de BD na revista Mundo de Aventuras, em 1949, com a transformação em sequências de imagens da novela gráfica, escrita por Augusto Barbosa, "História Maravilhosa de João dos Mares."

A sua actividade como banda-desenhista não é muito intensa, mas mesmo assim colaborou em várias revistas, designadamente nas já referidas Camarada, e Mundo de Aventuras, (merecendo relevo a quadrinização da obra biográfica "Luís de Camões", em 1972), passando pelo Pisca-Pisca ("O Almirante das Naus da Índia" - 1969).

Tem escassa obra editada em álbum: "Luís de Camões" (Edições ASA, 1990), em reedição da banda desenhada inicialmente publicada na revista Mundo de Aventuras, e colaborou com a quadrinização de um dos contos constantes da obra colectiva "Contos das Ilhas", sob adaptação literária de narrativas tradicionais por Jorge Magalhães.

Foi o autor da capa em formato A3 do fanzine Efeméride (nº2, de 13 de Fevereiro de 2007), dedicado à obra colectiva "Príncipe Valente no Século XXI".
     

2 comentários:

letré disse...

É verdade. Bela colecção e que como diz se pode perfeitamente integrar numa lógica de BD, tal como a que foi relaizada pelo mesmo autor, sobre Camões, que na verdade são umas belas obras que felizmente tenho o privilégio de ter, com uma pequena nuance, a relativa à História de Portugal, apesar de não estar em grande estado de "saúde", tenho mesmo a primeira edição em que aparece ainda a morada da Rua do Arsenal da APR. Quando ascolecções eram bonitas mas também obrasde arte.

Geraldes Lino disse...

Também tenho a colecção de cromos dedicada a Luís de Camões, assinada igualmente por Carlos Alberto, e desde há muito tempo que pensava dedicar-lhe um "post", tal como há muito que tinha em mente fazer esta postagem dedicada à colecção sobre a História de Portugal.
No entanto, devido às constantes solicitações de divulgar assuntos do momento, só agora trabalhei a colecção da História de Portugal, sem no entanto desistir de registar aqui a colecção dedicada a Camões.

Grato pela sua visita, e pelo comentário, um "feedback" que me é gratificante.

Abraço.
GL