sábado, junho 03, 2006

Tertúlia BD de Lisboa - 21º Aniversário

Associação informal (isto é, sem estatutos publicados), nem por isso a Tertúlia BD de Lisboa deixa de atingir os seus objectivos, que passam por aglutinar um número significativo de apreciadores e cultores da arte da Banda Desenhada.

As suas reuniões mensais decorrem, desde Junho de 1985, em restaurantes do Parque Mayer, com a presença de uma média de quarenta "tertulianos", de vários escalões etários, cumprindo o célebre "slogan" que afirma que "a Banda Desenhada é para todos entre os 7 e os 77".

Ao longo destas duas décadas, a TBDL tem desenvolvido diversas actividades: já promoveu exposições de BD e pequenos Salões de BD, além de manter despretenciosos projectos editoriais - os fanzines Tertúlia BDzine e Folha Volante - publicações gratuitas directamente ligadas à Tertúlia.

No próximo dia 6 deste soalheiro Junho - primeira terça feira do mês, como sempre acontece -comemorar-se-ão 21 anos de existência.

Como é da tradição, mantida pelo seu fundador e organizador - o bloguista que escrevinha estas linhas -, o aniversário festejar-se-á em local diferente.

Para quem estiver interessado em participar em futuros encontros da Tertúlia BD de Lisboa - desde que seja bedéfilo, condição sine qua non -, pode contactar:

Geraldes Lino
Apartado 50273
1707-001 Lisboa

3 comentários:

Luís Graça disse...

É um bonito número, o 21. Pensei que depois do 20º só o 25º teria significado.
Enganei-me. O 21 soa-me bem. Talvez por me recordar a antiga pontuação do ténis de mesa ou a idade em que se atingia a maioridade, antigamente.
Parabéns, Lino!

gevan disse...

Parabéms GEraldes Lino por mais um aniversario da Tertulia!..
Infelizmente..devido ao dia da semana e horario nao me será possivel comparecer..
Continuo com esperança que seja organizado um dia uma tertulia a um horario e local mais acessivel para quem nao se encontra perto de Lisboa.
Porque nao uma tertulia no fim de semana? E em vez de um jantar porque nao um almoço? Talvez no festival de Amadora por exemplo?

Um abraço!

Carlos Rico disse...

Mais do que dar os parabéns à Tertúlia, há que dar os parabéns ao seu impulsionador, Geraldes Lino, não só por conseguir manter uma iniciativa como a TBDL durante tantos anos ininterruptamente mas também pela sua entrega, pela sua energia e pelo dinamismo que emprega nas actividades bedéfilas onde se envolve. É, sem dúvida, uma personagem (de carne e osso)incontornável da história da BD portuguesa!
Grande abraço