terça-feira, março 10, 2009

Revistas BD (IV) - Estrangeiras: Revistas antigas são valiosas - Action Comics #1


Será que um exemplar do nº 1 da antiga revista Action Comics (editada em Junho de 1938) atingirá o valor de 400.000 dólares? Há quem diga que sim, e não é difícil acreditar, se atendermos a que, hoje, o valor atingido já está em 277.300 dólares (cerca de 220.000€) no leilão dum site americano especializado neste género de negócio, e as ofertas dos interessados serão aceites até ao próximo dia 13, que calha exactamente numa 6ª feira. O que pode ser desmoralizador para os supersticiosos negativos, ou entusiasmante para os supersticiosos positivos...
Como bem sabe a maioria dos visitantes deste blogue, esta revista Action Comics #1 (64 páginas a cores, a capa também, com o preço de dez cêntimos) foi o suporte da estreia (oficial) do Superman (ou Super-Homem, em português) geralmente considerado primeiro super-herói da Banda Desenhada (esta afirmação não é linear, mas não é agora o momento de a esclarecer), personagem criada por dois americanos, Jeremy (Jerry) Siegel, argumentista, e Joseph (Joe) Shuster, desenhador.
----------------------------------------
Post Scriptum - Para quem não sentir a crise económica, ou, ao invés, seja abastado coleccionador (esta é uma indirecta para o meu querido amigo e enorme, em todos os sentidos, coleccionador de banda desenhada, Bana e Costa), aqui fica o endereço do site especializado onde decorre o acto leiloeiro:

19 comentários:

Fabricio bezerra da guia disse...

E ainda dizem que quadrinhos não são obras de arte

joaninha versus escaravelho disse...

A proveito o tema para perguntar: das edições portuguesas quais as mais valiosas e quais as mais procuradas? :)

Geraldes Lino disse...

Não ficam atrás de qualquer pintura de pintor célebre...
Mas quem ataca a Banda Desenhada (ou as Histórias aos Quadradinhos, como nós, portugueses, dizíamos antes, ou as Histórias em Quadrinhos, como dizem vocês, brasileiros)quem ataca, repito, são as pessoas de menor nível cultural, ou aquelas muito conservadoras, que desdenham a Figuração Narrativa, porque não a conhecem, não a querem conhecer, e têm raiva a quem conhece... São geralmente novos ricos pobres de espírito, que só apostam naquilo que a generalidade consagra (Pintura, por exemplo, e só a clássica, porque a moderna também não aceitam...)

Geraldes Lino disse...

Uma colecção de "O Mosquito" já atingiu o valor de 1.300 contos (cerca de 6.500€),foi o último valor de que tive conhecimento.

joaninha versus escaravelho disse...

:) obrigada
Vou abusar e perguntar se me sabe dizer qual a data de publicação de umas BDs que se chamavam "Condor Popular". Tenho algumas mas não descubro a data...

Geraldes Lino disse...

Antes de mais, aviso os meus caros amigos visitantes Fabrício Bezerra da Guia e Joaninha vs Escaravelho que o "post" ainda não estava completo quando recebi os vossos comentários, e lhes respondi.
Aquilo que a Joaninha tem não se chamam BDs, isso é o conteúdo, mas sim revistas, e a que se refere, a "Condor Popular" é bem antiga. Para lhe dizer a data dessas revistas que possui precisaria de saber os números, ok?
Saudações bedéfilas.

joaninha versus escaravelho disse...

:) A ignorância... :)
A mais antiga revista que tenho é o número 1 do 8º ano. depois tenho mais algumas, não muitas de vários anos. O último ano é o 67ºe mais uma sem capa :/
As "Ciclone" (103 e 497) e "Rodeo" (Vol.1, fasc.15)deverão ser mais ou menos da mesma altura, não? Pelo menos o preço indicado na capa é igual: 1$00!

joaninha versus escaravelho disse...

Desculpe!
No Condor Popular não é ano. É volume...

rui disse...

E O ACTION COMICS # 27 (1º BATMAN) que foi vendido por 380.000 dólares

Bana Costa

http://stores.ebay.fr/BDCOMICSPORTUGALRUIBANA

kitt disse...

Esta REVISTA é historia UMA SUPER ORIGEM contada num unico comic nada de arcos,melhor so mesmo o recente All Star Superman 1.
Apesar de ser um fiel fá da mini the man of steel. :P

Anónimo disse...

Bem, não querendo transformar estes comentários numa "revista motores", com o valor dos automóveis e a cilindrada em destaque, pergunto também:
Quanto custaria a colecção incompleta (faltando o 1º semestre e mais um outro) da Revista Tintim?
Ou a colecção completa do Jornal da BD?
É que se formos a ver, acabamos por ter uma pequena fortuna nas nossas prateleiras. E vendiamos? Eu sou muito conservador nesse aspecto, essas preciosidades não se vendem, guardam-se e estimam-se. Eu não daria 400 mil € pelo 1º nº do Super-Homem, apesar de gostar bastante. Acho é que era perfeitamente justo muitas dessas edições serem reeditadas, como aliás já acontece, apesar da exorbitância de preços.
O tertúlio Simões dos Santos tem na sua casa e arrecadações, de certeza, muito, muito, muito, dinheiro, assim como o Geraldes Lino e outros também terão. O Simões do Santos de certeza que não se desfaz da colecção, e tenho pena se os filhos, que aliás são grandes amigos meus de infância, "desbaratarem" essas preciosidades.

Grande Abraço
João Figueiredo

Geraldes Lino disse...

Cara visitante e bloguista "Joaninha versus Escaravelho":
Volto com um pouco mais de tempo às suas perguntas, a que vou tentar responder. E digo tentar porque, no que se refere a datas, essas revistas que menciona, todas de pequeno formato e não apresentam ficha técnica que as permita datar com rigor.
CONDOR POPULAR-iniciou-se em 1955, durou 880 números, divididos em 88 volumes.
CICLONE - Teve início em 1961, publicaram-se 570 números com periodicidade semanal. O preço inicial era de 1$00 (5 cts actuais),alterado para 1$20 e 1$50.
RODEO - Especializada no tema "western", tal como as anteriores não apresenta qualquer data, sabe-se que foi editada em finais dos anos 60.
É muito difícil dizer-lhe a data precisa de qualquer dos exemplares que possui, só por cálculos aproximados.
Espero que estas respostas (incompletas) a satisfaçam minimamente.
Saudações bedéfilas.

joaninha versus escaravelho disse...

Claro que sim :)
As perguntas eram só pura curiosidade.
Realmente tenho-as desde sempre e como nasci nos anos 60, tudo bate certo.
Bem haja!

Geraldes Lino disse...

Joaninha vs Escaravelho
"Bem haja" - uma muito bonita expressão portuguesa, em desuso entre os lisboetas (eu incluído), julgo que já só em uso no Norte... Não estava nada à espera dum agradecimento desses, fiquei sensibilizado.
Quando tiver mais perguntas do género, terei muito gosto em tentar responder-lhe.
Saudações bedéfilas.

Manuel Filipe Azeredo disse...

A minha colecção não é muito grande: Tintins do 1º ao último (ainda com algumas faltas), Falcão (1ª série, também com algumas faltas), nºs dispersos da 2ª série do Falcão, À Suivre a partir do nº 108, Heavy Metal (anos 80 e 90), Mosquito (anos 80), Selecções BD e mais umas coisitas. Não sei quanto vale monetariamente mas sentimentalmente não tem preço. Fazem parte da minha vida e releio-as de vez em quando, é por isso que estão lá. Tinha de estar muito desesperado para vendê-las e até acho que mais depressa as ofereceria a quem as estimasse.
Abraços

jo disse...

gostava de saber o preço de ua revista do superhome da 1ª serie

Anónimo disse...

revista 64 do superhome da 1ª serie de 1972 qual sera o seu valor no mercado de leilões

skull3327 disse...

o meu avô tem a coleçao de todos os mosquitos e jornal do cuto ele era desenhador, jobat.

skull3327 disse...

oi meu avô tem a coleção inteira de jornal do cuto e mosquito entre outros