quarta-feira, abril 22, 2009

Fernando Pessoa na Banda Desenhada... e não só (XI) - Autora: Mariana Capela



Haverá quem não aceite como BD esta mescla de desenho/fotografia... Eu costumo classificar o género, de que Claeys terá sido um precursor (e há quantos anos o conheci num álbum, nunca editado em Portugal, de desenho sobre fotografia), costumo classificar, dizia, como "banda desenhada-fotografada".

O que interessa para aqui é o invulgar resultado estético obtido por Mariana Capela, admiradora de Fernando Pessoa, que inseriu esta curta peça sequencial figurativa num site com o titulo "Fernando Pessoa Poeta e Fingidor" (*) feito por professores/as, mas assinado por alguém que usa o pseudónimo "weteam".

Como esclarece a citada bloguista, "existe um texto escrito por Bernardo Soares, semi-heterónimo de Fernando Pessoa, que explica muito bem esta BD"
E logo de seguida reproduz o citado texto, de que apenas mostro aqui um excerto:
"Não tenho sentimento nenhum político ou social, tenho porém, num sentido, um alto sentimento patriótico. Minha pátria é a língua portuguesa (...)"
Bernardo Soares, Livro do Desassossego, vol.I

Este alter-ego de Fernando Pessoa, o "poeta-núcleo-central", teve direito ao seguinte comentário:
"O meu semi-heterónimo Bernardo Soares, que aliás em muitas coisas se parece com Álvaro de Campos, aparece sempre que estou cansado ou sonolento, de sorte que tenha um pouco suspensas as qualidades de raciocínio e de inibição, aquela prosa é um constante devaneio. É um semi-heterónimo porque, não sendo a personalidade a minha, é, não diferente da minha, mas uma simples mutilação dela. Sou eu menos o raciocínio e a afectividade".

(*) Se o interesse pelo mencionado site foi suficientemente forte, o respectivo endereço e o meu comentário estão visíveis através de um simples clic na categoria/etiqueta "Banda Desenhada na Internet (Portugal) - Blogues, sítios e portais de BD - de A a Z", que dará acesso a uma extensa listagem por ordem alfabética de blogues, sítios e portais de BD (e alguns mistos na Parte II), estando este "Fernando Pessoa Poeta e Fingidor" exactamente na mencionada segunda parte, visto tratar-se de espaço internético de diferente tema, todavia com focagem na BD, embora esporádica.
............................................................................

As postagens anteriores podem ser vistas de imediato, na totalidade, clicando no item Fernando Pessoa na Banda Desenhada inserido no rodapé deste "post".

5 comentários:

zarroba disse...

Peço desde já desculpa por estar a contácta-lo por comentário num post, mas não encontrei um contacto pessoal que pudesse usar.
Sou novo no mundo da BD editada em Portugal (tanto portuguesa como estrangeira) e tenho um gosto especial por antiguidades e história (talvez por ter um espírito coleccionista).
Devido à dificuldade em encontrar informação sobre este assunto, decidi criar um wiki que albergaria uma Enciclopédia sobre a BD em Portugal e que receberia a contribuição de vários amantes desta arte.
Queria por isso convidá-lo a participar no projecto, que está presente no site BD em Portugal(http://bdemportugal.wiki.zoho.com/). Por enquanto o site não tem muita informação, estando apenas uma proposta para a estrutura do mesmo criada.
Agradeço a sua visita ao site e os comentários e sugestões que tenha ao projecto.
Pode contactar-me pelo email zarroba (arroba) gmail (ponto) com

Inês Ramos disse...

Está giríssimo!

designated bus driver disse...

Geraldes, como está? Há muito tempo que não lhe escrevo uma linha, espero que ainda se lembre de mim.

A propósito de wikis... Sem querer despromover o link no comentário anterior, mas e porque não participar na wikipedia oficial? Esta está terrivelmente despida de informação sobre fanzines nacionais. Coloquei lá alguma info sobre os Positivos, e acho que em termos de contribuições portuguesas ficamos por ai...

A wikipedia é aberta, qq um pode editar, e é uma referência para quem pesquisa sobre determinado tópico: porque não ir a este endereço e acrescentar um ou dois novos parágrafos, e com tempo, preencher lacunas?

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fanzine

E já agora, lance tb o repto e convide todos os aficionados a participar. É constrangedora a ausência de informações sobre zines portuguesas na maior enciclopédia online...

Bem, that's all, cumprimentos e até um dia destes!

Geraldes Lino disse...

Caro "Designated Bus Driver"
Não me recordo deste pseudónimo, mas lembro-me bem do seu fanzine "Positivos" (repleto das suas bandas desenhadas minimalistas, cheias de crítica), zine esse de que possuo uns tantos exemplares´, que você pessoalmente me arranjou, quando eu organizava a Tertúlia Lisboa dos Fanzines, no 1º andar daquela pizzaria (entretanto desaparecida) que se situava em Entrecampos, e onde você apareceu mais de uma vez.
Também visitei várias vezes o seu "site", dedicado em exclusivo ao seu próprio fanzine. Ainda existe? Se sim, gostaria que me indicasse o endereço, para incluir nos "links" do meu outro blogue http://fanzinesdebandadesenhada.blogspot.com (conhece?).
Quanto à Wikipedia, já por lá passei, e até corrigi o erro que nele constava: alterei, para o género masculino, o feminino que alguém lá tinha posto referindo-se aos fanzines (que em português de Portugal é do género masculino, como você sabe, desde Janeiro de 1972, como posso provar com um exemplar do Argon, fanzine pioneiro em Portugal; também é masculino no português do Brasil, bem como em francês (un fanzine) e em castelhano (los fanzines).
Agradeço a sua sugestão, e tentarei arranjar tempo para pôr lá uma listagem de uns tantos fanzines, mas é uma tarefa hercúlea: só na minha colecção de fanzines portugueses de banda desenhada tenho cerca de setecentos títulos.
Gostaria de lhe oferecer um exemplar do meu zine "Eros", de que editei o nº 10, vinte anos depois de o ter descontinuado. Introduzi-lhe agora um encarte com uma bd de pornografia pura e dura de um autor português.
Mas falta-me o seu contacto (ou tlm, ou e-mail, ou endereço físico), será que pode deixar aqui algum desses elementos?
Abraço e saudações fanzinísticas.

Geraldes Lino disse...

Caro desconhecido "Zarroba"
A sua intenção é de impressionante envergadura, em especial sendo você um iniciante nesta vastíssima matéria.
Para o ajudar - o que me daria prazer, pode crer -, eu teria de ficar horas e horas a preencher o seu "site" (que já visitei), o que não me é possível de todo, pq tenho muitas actividades e muitos projectos próprios, que me ocupam todo o tempo.
Mas, para já, aconselho-o a visitar os seguintes três espaços internéticos (dois sítios e um blogue):
1) BD Nostalgia. Comics Database Portugal
http://br.geocities.com/bdnostagia(não escreva nostalgia, ok?)
Este é um projecto, a ser trabalhado por um estudioso chamado Vítor Silva, do Bombarral, algo semelhante ao seu, com algumas rubricas totalmente dedicadas à BD publicada em Portugal, mas já iniciado há uns anos;
2) Espécie de Diplodocus
http://especiedediplodocus.blogspot.com
O bloguista meu amigo Adalberto Barreto, como bibliotecário que é, vai fazendo exaustiva resenha de tudo o que está a ser editado entre nós;
3) Banda Desenhada em Portugal - Internet Comics Database-Portugal
http://www.bdportugal.info
É um espaço mercantilista, o que não implica que você tenha de comprar para visionar muita informação que lá consta.
Para já, dou-lhe estes três endereços. Mas há uns livros, agora já um pouco difíceis de encontrar (mas às vezes, nos alfarrabistas, ainda se encontram) dedicados ao tema "Banda Desenhada publicada em Portugal", onde constam imagens e datas, além de momes de colaboradores, relativas a antigas revistas portuguesas de BD, desde as mais remotas (ABCzinho,Tic-Tac, Senhor Doutor, Papagaio, Camarada, Lusitas, Fagulha, Mosquito, Diabrete, Cavaleiro Andante, Zorro, Falcão,Titã, Mundo de Aventuras) até outras mais recentes (Tintin, Jornal da BD, Lobo Mau, Visão, Selecções BD, LX Comics, e várias outras).
Espero tê-lo ajudado um pouco, com estas pistas.
Abraço e saudções bedéfilas.
Geraldes Lino