terça-feira, agosto 14, 2007

Banda Desenhada infantil portuguesa (IV) - Mensário Cruz Alta - Autores: Gui & Joca

O Gui, a Nô... e os Outros é uma série mensal de banda desenhada, realizada em prancha ao formato de meia página, publicada no Cruz Alta.
Os desenhos são da autoria de Joca (João Amaral), sob argumento de Gui (pseudónimo de Isabel Afonso).
O episódio acima reproduzido foi publicado na edição nº 43, de Junho 07

Cruz Alta é um mensário gratuito editado pela paróquia de Sintra. João Amaral ("Joca", neste caso) autor/artista de trajectória significativa na área da BD, com várias obras publicadas em álbum, apesar de habitualmente assoberbado com trabalhos de ilustração e publicidade, não viu impedimento de se prontificar a colaborar a título benévolo, no mensário da paróquia de Sintra, relativamente próxima da localidade onde vive (Mem Martins).

Essa louvável atitude, para além de aumentar a lista de bandas desenhadas em publicação na imprensa, está também a ter o mérito de permitir a revelação de uma argumentista, coisa raríssima na Banda Desenhada portuguesa. 
Isabel Afonso (porquê Gui?), ela sim, moradora na paróquia que edita o simpático jornal - tem a capacidade de inventar engraçadas situações para personagem homónima, um jovem também chamado Gui, que usa aparelho dentário e por isso troca os pês por efes ("o Fascoal, aquele desfassarado da frimária", como ele diz).

E já estão publicados dez episódios!

Pena que, tendo o jornal algumas páginas em quadricromia (a primeira, a última, e as centrais) não reproduza a cores, ao menos de vez em quando, a banda desenhada que, afinal, é feita a cores pelo Amaral. Aqui fica a sugestão.
Entretanto, "farabéns" à dupla!
--------------------------------------------
O presente tema ("Banda Desenhada portuguesa nos jornais") tem já numerosas postagens. Os visitantes interessados podem ver no "post" anterior uma listagem, onde constam os autores antes apresentados.

1 comentário:

Gui disse...

Eu sou um dos elementos do jornal "Cruz Alta" e fiquei muito contente por ver aqui destacado o trabalho do João Amaral e da Isabel Afonso. É de facto um trabalho notável da parte de ambos, que muito prestigia o nosso jornal. Parabéns pelo blog que está interessantíssimo. Um abraço