sábado, agosto 25, 2007

Castelos na banda desenhada (XXII) - Fictício - Desenhador: Civiello

Imagem de castelo fictício arquitectado por Civiello para a obra Korrigans

Incluído no episódio Os Filhos da Noite, iniciante da obra Korrigans, surge a imagem de um castelo assustador, alcandorado num penhasco agreste, cuja base se submerge sob a violência das ondas.
Todo este cenário faz parte do início da presente obra, localizada na província do Ulster, ano mil e cem da nossa era, na primeira noite de Novembro...


Vinheta com pormenor do castelo, vendo-se as tortuosas e íngremes escadarias

E se a componente que mais impressiona à partida qualquer apreciador de BD, é a visual, há que reconhecer a importância do argumentista, que, neste caso, se apresenta pelo nome de Mosdi, com a sua imprescindível quota-parte na criação da impressionante atmosfera da obra.


Imagem em perspectiva de picado, duma grande beleza, focando uma torre do castelo
--------------------------------------------
"Post" remissivo
Castelos na Banda Desenhada é um tema criado em Novembro de 2005. Os 21 "posts" escritos até agora estão visíveis através de um simples clique no rodapé desta postagem.

3 comentários:

Bongop disse...

Tenho do Civiello Sementes de Loucura e realmente o traço de é espantoso ! Não adquiri o Korrigans por já haver dificuldade em comprar alguns números .

Geraldes Lino disse...

Veja na BdMania, passe a publicidade

HugoTeixeira disse...

Civiello é, sem dúvida, uma dádiva dos deuses da arte, um regalo para os olhos, vejo cada vinheta, cada pormenor como se de uma tela de um grande pintor se tratasse, e é uma grande fonte de inspiração para mim quando faço ilustrações. Dando prioridade à arte tradicional, como ele próprio diz: " a arte tradicional a aguarela, oleo, acrílico, existe! Não é como a arte digital que não passa de uma coisa virtual, e só existe quando se imprime."

Aliás, aquela BD que esteve em exposição na Amadora e na Casa da Animação do Porto (onde nos conhecemos), foi bastante inspirada na arte dele, principalmente o castelo da última página
Pag 4

Bem o Semente de Loucura é bom, muito bom, o Korrigans peca pelo argumento, é mau, muito mau. Mas enfim, não foi por isso que deixei de comprar e regalar os olhos com essa magnifica arte.

Um abraço