quinta-feira, maio 27, 2010

Festivais, Salões BD e afins - (Beja )Festival Internacional- 6ª edição - Maio/Jun 2010


A capital da Banda Desenhada em Portugal desloca-se da Amadora para Beja já no próximo dia 29 de Maio, e por lá ficará até 13 de Junho, publicitado por toda a cidade, e aqui na blogosfera, através do cartaz (que ilustra este "post") realizado por Susa Monteiro.


Vão ser dezasseis dias! Parece muito tempo, mas só para ver todas as bandas desenhadas expostas, até é curto (então para quem vai de Lisboa, e só lá está durante o fim de semana, é curtíssimo, hélas!).
---------------------------------------------------------------------
Na Casa da Cultura, por exemplo, haverá exposições imperdíveis de Dame Darcy (Estados Unidos), Hippolyte (França), Rufus Dayglo (Reino Unido), Igor Hofbauer (Croácia), Niko Henrichon (Canadá), e para os compulsivos apreciadores do impoluto e destemido caubói Tex, vão estar patentes pranchas originais de Fabio Civitelli, vindas expressamente de Itália.
Claro que também estarão representados alguns autores portugueses:
JCoelho ( a trabalhar cada vez mais para os Estados Unidos), Miguel Rocha, e uma artista que se divide pela BD e Cinema de Animação, Regina Pessoa.
Além das individuais, há três exposições colectivas:
Aldeia das Amoreiras e Zona, ambas de Portugal; e Fábio Moon & Gabriel Bá, os gémeos que vêm do Brasil mostrar os seus "10 pãezinhos, quase nada".
Mas Beja - ou, mais assertivamente, Paulo Monteiro -, nestas alturas em que há quadradinhos sequenciais para mostrar, vai desencantar espaços que, se calhar, poucos alentejanos bejenses imaginariam visitar à pala da BD...
Por exemplo:

Conservatório Regional do Baixo Alentejo - Há lá imagens seleccionadas pela livraria Kingpin Books, (corporizada no Mário Freitas), que seleccionou pranchas de autores que tem editado (Osvaldo Medina, Carlos Pedro, Filipe Teixeira)

Galeria do Desassossego (grande nome para um bar-restaurante-galeria de arte, de que muitos noctívagos lisboetas se tornariam adictos se a conhecessem) - Vai lá ter pranchas do Ateliê Toupeira, um colectivo artístico-bedéfilo maioritariamente composto por nativos de Beja, ou residentes; e também lá irá cantar Dame Darcy, porque, além de autora de BD alternativa, ela tem mais essa valência, e será apresentada por Manuel Espírito Santo (dono da novel livraria portuense Invicta Indie Arts, que é essencialmente de BD).
na Galeria dos Escudeiros vai estar aquele numeroso e activo grupo de grafistas/artistas portugueses - tudo gente nova - que se reúne no amplíssimo espaço do The Lisbon Studio, que por este título se está a tornar conhecido de Portugal aos United States of America ;
no Instituto Politécnico de Beja, estará representado um jornal gratuito açoriano, o Avenida Marginal, com bandas desenhadas relativas ao concurso organizado por aquele activo medium trimestral da cidade da Horta, Ilha do Faial, e também, suponho, pelas duas meias pranchas dedicadas ao primeiro presidente de Portugal, Manuel de Arriaga (nascido exactamente na cidade da Horta, a 8 de Julho de 1840).
Esta banda desenhada, a cores, é um notável trabalho gráfico e de composição de Ricardo Cabrita.
Para se visitar o Museu Jorge Vieira - Casa das Artes há duas razões visuais: Greetings from Cartoonia, integrada por representantes de vários países, e NCreatures de Portugal, que integra n autores lusos, como se depreende.
No Museu Regional de Beja, bonito e categorizado espaço, poderão ser apreciadas pranchas de dois portugueses, um da BD, Jorge Miguel, e um da Ilustração, João Vaz de Carvalho (que também já fez BD).
Apesar de ser um autor de elevado gabarito, Hermann não está representado em nenhum destes locais. O que terá acontecido? Vou perguntar ao Paulo Monteiro e acrescentarei aqui logo à noite (a blogosfera é um espanto, não há fronteiras de tempo ou espaço!).
----------------------------------------------------------
LANÇAMENTOS
Logo no dia da abertura, 29 de Maio, haverá vários lançamentos na Casa da Cultura, vai ser um vê-se-te-avias!
Às 15h00 há o do SPLAFT!, o imperdível catálogo do Festival (costuma ter curtas mas boas biografias, geralmente escritas pelo Paulo Monteiro, quem mais haveria de ser?).
Às 16h00 será a vez da revista Venham + 5 (nº7), e da colecção Toupeira (nº6), um mini-álbum com bd de Maria João Careto (desenho) e André Oliveira (argumento).
Às 16h15, Dog Mondonça e Pizzaboy verão mais uma vez (uma delas foi na Tertúlia BD de Lisboa) apresentadas publicamente as suas aventuras, com a presença de músico, professor, cineasta e argumentista Filipe Melo.
A editora Polvo estende de novo os seus tentáculos (volta, Rui Brito, estás perdoado em Beja, mas não em Viseu, onde aquele livro de BD "As Mulheres Não Gostam de Foder", do Alvarez Rabo, por ti editado, te tornou odiado pelos viseenses).
Vamos ter agora pela Polvo mais um Miguel Rocha - sempre surpreendente - agora com Hans, o Cavalo Inteligente.
------------------------------------------------
Na Sala de Ateliês I vai haver vários momentos de "Dois Dedos de Conversa":
16h - Marcos Farrajota com Igor Hofbauer;
16h45 - Dame Darcy e Regina Pessoa - Banda Desenhada e Cinema de Animação - Exibição de curtas das duas autoras.
-------------------------------------------------
Na Sala de Ateliês II:
Haverá diversas actividades inesperadas e valorizadoras da abrangência das valências da BD, neste sempre dinâmico festival alentejano.
Por exemplo:
I) Workshop de Mangá - A grande popularidade da mangá (ou seja, a banda desenhada japonesa), tornam mais do que justificado este workshop, que será dirigido por "mangakas", a saber:
Bárbara Lourenço, Catarina Guerreiro, Tânia Guita, Telma Guita e Hugo Teixeira.
Por aqui se vê que na mangá as mulheres estão em superioridade numérica sobre os homens, um fenómeno invulgar na BD ocidental.
II) Maratona de Argumento para BD
Contrariando inteligentemente a tendência para se falar em guião (por influência dos brasileiros9, aqui diz-se argumento, e é disso que tratará esta original iniciativa, a ser levada a efeito a partir das 15h30 no jardim da Casa da Cultura (espantosa ideia, saravá Paulo Monteiro).
A coordenação da tarefa estará a cargo de David Silva.
(III) Desenho ao Vivo
A partir das 16h00, com Niko Henrichon (autor da "Fábula de Bagdad");
A partir das 16h45, entra Rufus Dayglo (autor de "Tank Girl")
------------------------------------------------
Tudo isto é tão-somente uma descrição de pontos fulcrais do programa, assim ao estilo de "vol d'oiseau".
A sobreposição de motivos de interesse neste evento ecléctico (atenção: na página inicial da apresentação do programa na net, alguém escreveu "eclético") chega a provocar-me o desejo intenso de ter o dom da ubiquidade (ainda não há nenhum super-herói com este poder, pois não?).
Eu ando a treinar: estou aqui estou lá (amanhã).



------------------------------------------------------------------
Vários festivais, salões e eventos afins foram anteriormente divulgados neste blogue.
Para ter um panorama do que neles tem acontecido, ou qualquer outra finalidade, convirá visitar as respectivas postagens, que podem ser vistas com um simples clique na etiqueta inserida em rodapé

1 comentário:

teresa disse...

a amadora já é capital?