quinta-feira, abril 23, 2015

Capitão Portugal, 1º Super-Herói Português


Capitão Portugal foi o primeiro super-herói obviamente português, e teve concretização pela linguagem gráfica da ilustração, em criação de Dias Pereira para o suplemento Angola Infantil em 1969.

Depois de se ter estreado naquela publicação editada em Angola, no tempo em que era uma colónia portuguesa, o super-herói tornou a aparecer em Novembro de 1990, numa revista com o título homónimo Capitão Portugal, editado no Porto. (*)

Vem isto a propósito de um tal Super-Herói Capitão Falcão - prestes a surgir num filme que se estreia hoje, 5ª feira, 23 de Abril de 2015 - e que é anunciado como sendo o primeiro super-herói português.

Digamos que se pode aceitar a afirmação se for mais esclarecedora, isto é, que informe tratar-se do primeiro super-herói português em versão cinematográfica, visto que, em linguagem de ilustração, o Capitão Portugal o antecedeu em quarenta e seis anos. 

(*) Elementos extraídos, com a devida vénia, da obra O Jornal Infantil Português Ilustrado, datado de 1998, da autoria do notável estudioso A.J.Ferreira.  

6 comentários:

Daniel Maia disse...

É verdade, Lino. Mas, corrige-me, este não é o primeiro super-herói português em BD, certo? O trabalho é composto de desenhos (ilustrativos dum texto) e não em narrativa sequencial típica da banda desenhada.
Salvo erro, tenho um exemplar disto ou, se calhar, já me passou pelas mãos. Mas tenho ideia de não ter sido realizado em "quadradinhos."

Nuno Amado disse...

Também cheguei a ver um desses e e eram histórias ilustradas. Se eram todos assim, não era BD.
Mas é como digo... vi apenas um!
Tens aí uma prancha para mostrar Lino?
:)

Geraldes Lino disse...

Caros Maia e Amado

Não tenho nem nunca vi esse suplemento, baseei-me no estudo do Sr. A.J.Ferreira, e fiquei com a convicção de que se tratava de BD.

Isso porque no texto do livro "O Jornal Infantil Português Ilustrado", aquele estudioso menciona, no verbete, "as histórias aos quadradinhos que se propunha publicar (extraídas do ANGOLA INFANTIL".

Ora tinha sido nesse suplemento que surgira o Capitão Portugal, daí que eu o tenha considerado como personagem criada em BD (ou HQ).

Irei tentar esclarecer com o Sr. Ferreira esse pormenor, embora seja muito difícil contactá-lo, normalmente não atende o telefone.

Agradeço a vossa chamada de atenção.

Daniel Maia disse...

Era mesmo prosa ilustrada, como frisou o Nuno, embora isso não lhe retire o crédito de ser "o" 1o super-herói português. Simplesmente, não será o primeiro editado em formato de narrativa sequencial.
Porém, sem me dar ao trabalho que ir pesquisar, fiquei com curiosidade de saber qual teria sido o 1º "em BD".

Abraço.

João Figueiredo disse...

O primeiro super-herói será dificil definir...mas um que é, definitivamente super-herói, é a Personagem "O Estranho", do autor emigrado Paulo Marques.

Geraldes Lino disse...

Daniel Maia e João Figueiredo

Foi criado um super-herói em banda desenhada que se chamou Lusitano num fanzine intitulado Luso-Comix, em 1995, publicado em Almeirim.

Os editores do fanzine, e simultaneamente criadores da personagem, foram Fausto Bruno de Matos (desenhador) e Nuno Duarte (argumentista, actualmente bem conhecido).

Nesse mesmo ano os dois amigos fizeram uma exposição em Almeirim, (que visitei), e a Câmara Municipal de Almeirim editou um fanzine dedicado apenas à banda desenhada com o Lusitano, retirada do Luso-Comix.

Eu não afixei de imediato uma postagem a contar isto porque fiz uma doação dos meus mais de 2000 fanzines à fanzineteca da Amadora (inserida na Bedeteca da Amadora, por sua vez fazendo parte da Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, daquela cidade, e por isso agora não os tenho em meu poder.

Acrescento que o Bruno Matos voltou a agarrar nesse herói e tem feito vários episódios na internet (tu, Dan Maia, conheces o blogue) e eu até falei do assunto em 28 Março 2013 no meu blogue, na etiqueta "webcomics".

Já mostrei um episódio em http://divulgandobd.blogspot.pt/2013/03/webcomics-vii.html

Portanto, até prova em contrário, esse terá sido o primeiro super-herói da BD portuguesa, criado em 1995.

Abraços