domingo, agosto 20, 2006

Autor de BD como personagem da sua banda desenhada (VI) - Autores: Pedro Morais (desenhador), Luís Almeida Martins (argumentista)

 
Imagem de uma das vinhetas da banda desenhada "A Casa dos Livros", da série "Júnior & Joana", 
(in revista Visão Júnior nº 24, Maio 2006) 
onde o desenhador se incluiu no episódio, em diálogo com o argumentista

Pedro Morais não escapou à tentação tão comum - como aqui já escrevi num dos "posts" dedicados ao tema - na Banda Desenhada, tal como na Pintura ou no Cinema, de se auto-imiscuir na sua própria bd, arrastando consigo o seu argumentista, Luís de Almeida Martins.

Como conheço bem ambos, posso garantir que este último está parecidíssimo - há elementos que ajudam: as sobrancelhas carregadas, o bigode e a barba grisalhas, até o jeito do cabelo. 
Outro tanto não direi do Pedro, só o nariz o faz lembrar, o cabelo costuma ser curtinho, o que ele desenhou está mais tipo Calvin...
------------------------------------------
"Post" remissivo

Em ângulos ligeiramente diferentes, mas com semelhanças no conceito, há neste blogue três rubricas que mostram imagens do autor de BD inserido na própria obra.

Para visionar os "posts" anteriores de cada uma dessas rubricas, clicar na coluna Archives, no ano e meses indicados no índice abaixo:

1) O desenhador a desenhar a banda desenhada
2006
(I) Agosto, 10 - Autor: Sergio Aragonés

2) O autor a contracenar com a sua personagem
2006
(II) Abr. 18 - Hergé e Tintin
(I) Fev. 27 - Chester Gould e Dick Tracy

3) O autor de BD como personagem da sua banda desenhada
2006
(V) Julho, 7 - Augusto Trigo
(IV) Junho, 16 - Nuno Saraiva
( III) Maio, 5 - Robert Crumb
2005
(II) Nov., 16 - João Maio Pinto (desenhador) e Esgar Acelerado (argumentista)
(I) Out., 25 - Uderzo (desenhador) e Goscinny (argumentista)

5 comentários:

Fernando Santos Costa disse...

Amigo Lino
Uma vez que andas à procura dos narcisistas, vou-te dar mais um: eu mesmo. A "coisa" saiu mo Mundo de Aventuras - II Série de 28-1-1982, num episódio adaptado da obra de Salgari, intitulado "O ùltimo Tigre". Nesse episódio, estou de barbicha a levar um tigre pela rédea, como se fosse mansinho jumento. Nesse episódio curto, desenhei também o actor brasileiro Fábio Júnior, que comigo "contracenou" nessa deambulação asiática.
A propósito: julgo que, até hoje, sou o único desenhador português a adpatar uma obra completa de Emilio Salgari. Aconteceu no penúltimo Mundo de Aventuras e teve por título (com sugestão do Jorge Magalhães) " A Formosa Judia", mas que em Portugal saiu como "Os Bandidos do Deserto".
Será que não houve outro autor a desenhar aventuras do famoso escritor italiano?
Visito regularmente o teu trabalho.
Um grande abraço.

Pedro Morais disse...

Lino,
agradeço esta citação do meu (nosso, meu e do Luís) trabalho.
Faço um pequeno reparo, pois não fui eu que caí em tentação, mas sim o Luís Almeida Martins que me fez cair. O argumento é dele e limitei-me a desenhar o que estava no argumento.

Mas, admito, já caí em tentação noutras ocasiões e autoretratei-me em BDs com argumento meu.
Mas sempre sem a preocupação de estar "muito parecido". :-)

Aproveito ainda para propagandear a série "Inside Moebius" (editado pela Stardom e distribuído pela Toth [www.editions-toth.com]), com dois tomos editados até ao momento, e onde é possível ver o autor (Jean Giraud) a interagir com os seus personagens (Blueberry, Arzach e não só!) e com ele próprio noutra idade.
Isto deve ser inédito, aparecer o autor com a idade actual, ou seja com 60 e tal anos, a conversar com ele próprio quando tinha 30 e tal anos.

abraços

your disse...

earn money - tramadol cool blog :)

Geraldes Lino disse...

Amigo Costa
Muito grato pela informação acerca dessa tua incursão no mundo das personagens de BD, no outro mundo, o "de Aventuras".
Um dia desses irei desarrumar uma data de coisas a fim de localizar esse mencionado éxemplar do M.A..
Fico satisfeito por te saber visita assídua deste blogue.
Grande abraço.
GL

Geraldes Lino disse...

Morais
Quando digo que o autor cai na tentação de se incluir na própria bd como personagem, digo-o sem qq intenção depreciadora, considero isso uma piscadela de olho ao leitor que conhece o autor, o que é perfeitamente normal.
Eu já tenho de parte uma obra dedicada ao Jean "Moebius" Giraud, em que ele se auto-retrata. Mas essa obra que me indicas (ou não fosses tu um dos autores portugueses que melhor conhecem o Giraud/Moebius), essa obra, repito, parece-me interessantíssima. Vou ver se consigo adquiri-la.
Abraço.
GL