quarta-feira, julho 03, 2013

Comic Jam da Tertúlia BD de Lisboa (2ª Fase - nº1 - Total 54)


O quarteto que passou a organizar a Tertúlia BD de Lisboa demonstrou saber a lição de cor e salteado. Por exemplo o "cadáver esquisito", que na tertúlia se tornou conhecido pela versão anglófona de "comic jam", continuou a ser realizado com eficiência, ao mesmo nível da imaginação dos ilustradores que fizeram esta banda desenhada improvisada onde eu, apesar de pela primeira vez não ter estado presente, participo como personagem. Ou seja: o meu nariz aparece nas 2ª, 3ª e 4ª vinhetas, e metade do meu corpo submerso também por lá anda a nadar. Mas a minha caricatura na última vinheta está espantosa, obrigado João Sequeira! (*)

Quem fez as seis vinhetas da bd? Os seguintes (segundo texto de Álvaro, que me enviou o material por email): 

Nuno Neves com arte final de João Amaral
João Amaral
Filipe Duarte
Ana Saúde
Álvaro
João Sequeira
 
--------------------------------------------------------------------
(*) Ao talentoso amigo João Sequeira

Preciso de enviar um retrato ou uma caricatura minha para o Brasil, para o fanzinista Márcio Sno (*) incluir no 3º Anuário de Fanzines, Zines e Publicações Alternativas.
Posso aproveitar esta caricatura, a mais recente e muito realista?
----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Texto extraído do blogue do fanzinista Márcio Sno, brasileiro de São Paulo:

Márcio Sno
Pai do Calvin e do Hulk e marido da Joelma.
Nos anos de 1990 editou diversos zines.
É pesquisador de zines e já registrou suas pesquisas na cartilha Fanzines de Papel e na série de documentários Fanzineiros do Século Passado.
As pessoas falam que ele é documentarista, mas ele duvida muito.
O que pode garantir é que faz muitas coisas ao mesmo tempo e não ganha nada com isso.
Mas é feliz.


http://marciosno.blogspot.com




---------------------------------------------------------------- 
Os visitantes interessados em verem os 54 "posts" anteriores deste tema, poderão fazê-lo com um simples clique no item Comic Jam visível no rodapé
                                         

7 comentários:

Santos Costa disse...

Amigo Geraldes Lino

Coloquei este comentário na respectiva caixa do meu blogue e, para que o registo não fique apenas naquele pouco visitado espaço, replico-o aqui.

Todos os nomes que indicaste apareciam nesses encontros, aparecendo também, esporadicamente, o Dr. Chaves Ferreira (Futura), o José Abrantes e outros jovens desenhadores (Luis Louro e o então argumentista TóZé Simões, por exemplo).
Foram os meus anos de Lisboa (cidade onde nasci, que recordo com sincera saudade.
Sobre a TBDL e a longevidade da mesma só é possível graças à tua preserverança e dinamismo, independentemente da qualidade, empenho e semelhante carisma de quem vem a seguir. És das figuras que mais tem divulgado a BD, sem esquecer que, sem apresentares um desenho teu, tens contribuído pela divulgação, publicação e registo dos desenhos dos outros.
O mais curioso na BD é conhecermo-nos sem nos conhecermos para além da BD, pois parece que a profissão, para este tipo de cultura, é secundária. E é. Na BD há gente de toda a formação académica e social, o que a torna mais ampla e perene.
Não acredito que fechasses o "tasco" (expressão que costumo utilizar, sem vitupério), mas que tenhas abrandado nessa tua sequente e imparável actividade. Vais estar menos presente, mas estarás sempre presente. E é isso que todos queremos dizer-te - mesmo os que ainda não se expressaram nesse sentido -, que é: escolheste a hora de abrandares o ritmo, é pois chegada a hora de te homenagear. Porém, não é uma homenagem do fim; é o reconhecimento, a dois terços, do teu grande labor. Nessa homenagem, não quero faltar.

Um grande abraço de gratidão e amizade
Santos Costa

Alvaro disse...

Pssst.
Isto é importante. Na quinta vinheta não aparece o teu nariz mas podemos ver o teu corpo em calções de banho do pescoço para baixo.

...para além de um braço e das duas pernas da Ana Saúde.

Jorge Machado-Dias disse...

Caríssimo Lino, para já, não deve dizer-se "quarteto", mas sim "quadrunvirato" ("troika", por exemplo, é uma apropriação russa do "triunvirato" romano) - os quatro (ou três) que "governam"...
Depois, é assim: se te demitiste da coordenação da TBDL - acompanhando o Gaspar e o Portas... - não devias meter-te nestes assuntos! Sei que isto é uma "maldadezinha", mas é só pra te chatear.

Grande abraço,
Jorge Machado-Dias

Geraldes Lino disse...

Caríssimo Dias

Ponto 1

Quarteto - A "wikipédia" diz "Um quarteto é uma formação contendo quatro membros"
Fui confirmar a um dicionário da Porto Editora, 8ª edição, 1998, e no verbete dedicado a "quarteto" está lá, entre outras definições, o seguinte: "reunião de quatro pessoas".

Fui à procura, no mesmo dicionário, de "quadrunvirato", e o [único] significado que lá está é: dignidade ou funções do quadrúnviro.
E já agora, que estou com a mãona massa, o que é um quadrúnviro?
"Título que se dava a cada um dos quatro magistrados superiores dos municípios e das colónias romanas, quatuórviro".

Ponto 2

Demiti-me da coordenação da TBDL, no dia 2 de Julho - não fui lá, mas pedi para distribuirem um texto meu de despedida -, todavia mantive-me, mantenho-me, a colaborar com o quarteto, fui eu que indiquei o Nuno Neves, e até já mencionei mais alguns blógueres, entre os quais um tal Machado Dias.

Quanto a continuar a pôr no meu blogue o "Comic Jam" que se realiza na TBDL, por acaso não impus essa condição, mas acharam por bem enviar-me o resultado gráfico, e eu achei por bem divulgar essa bd improvisada, visto que divulgo coisas da BD em geral.

Mas o que me espanta bastante é esse comentário vindo de ti, que sempre reproduziste no teu blogue Kuentro tudo o que eu punha no meu blogue acerca da tertúlia: o "comic jam" cujo título era escrito por mim, e também por mim finalizada a prancha, desenhando as vinhetas, inclusive os textos escritos por mim acerca dos autores homenageados ou convidados especiais, e até repetiste no teu blogue as listas de presenças que eu, com algum trabalho de casa, conseguia fazer "a posteriori" (e continuo, visto que não me zanguei com a tertúlia, e não sou um estranho àquela iniciativa).

Abraço.
Geraldes-Lino

Geraldes Lino disse...

Álvaro

Sei que sou eu o gajo que aparece a salvo na 5ª vinheta (coitada da Ana Saúde, que foi comida - honni soit qui mal y pense) mas como só tinha mencionado o facto de o meu nariz ser visto nas três vinhetas, não mencionei a tua contribuição...

Grande abraço,
GL

Geraldes Lino disse...

Mas, Álvaro, achei que tinhas razão na tua chamada de atenção, e já alterei o texto.

Geraldes Lino disse...

Caro amigo Santos Costa

Em relação à Tertúlia BD de Lisboa, distribuí um texto de explicação e despedida (que tenho no meu blogue, no tema Tertúlia BD de Lisboa e que o Machado-Dias também reproduziu no seu blogue Kuentro.
Explico lá, sucintamente, o motivo pelo qual decidi retirar-me da TBDL.
Alguma vez tinha de acontecer, e achei que tinha chegado a altura certa, já a sentir algumas limitações próprias da idade.
Mas agradeço muito o teu cuidado, que revela sã amizade.
Grande abraço.
GL