sábado, setembro 02, 2006

Tertúlia BD de Lisboa - 262º Encontro - 5 Setembro

Capa do estudo Banda Desenhada e Ficção Científica - As Madrugadas do Futuro, da autoria de Jorge Magalhães.

Jorge Magalhães (Jorge Arnaldo Sacadura Cabral de Magalhães, Porto, 1938), é autor de numerosos textos de estudo, análise e história da BD, em livros, revistas, jornais e fanzines. A sua obra mais recente é o excelente estudo Banda Desenhada e Ficção Científica, realizada para o 15º Salão Internacional de BD - Moura BD 2005.
Para esse mesmo evento também já realizara anteriormente outros trabalhos de pesquisa, designadamente "Carros e Motos na Banda Desenhada" e "O Western na Banda Desenhada".
Note-se um pormenor importante no que concerne à categoria polifacetada de Jorge Magalhães, na área da Banda Desenhada, e à consciência que há na Tertúlia BD de Lisboa, e do respectivo organizador, pelo seu eclectismo: Magalhães já foi homenageado na categoria de autor de banda desenhada (argumentista), e também como coordenador da revista Mundo de Aventuras, no ciclo dedicado a Editores, Directores, Coordenadores, Directores Literários e Gráficos de revistas de Banda Desenhada.
Esta é, por conseguinte, a terceira vez que esta categorizada individualidade da BD Portuguesa
é homenageada na associação informal que se apresenta, há vinte e um anos, sob a denominação de Tertúlia BD de Lisboa.
Banda desenhada da autoria de Luís Valente, publicada na revista (já desaparecida, infelizmente) Selecções BD (nº8 -2ª série) de Junho de 1999.

Como se depreenderá, pela legenda sob a prancha acima reproduzida, teremos Luís Valente como Convidado Especial da Tertúlia BD de Lisboa.
Trata-se, obviamente, de um novo autor da Banda Desenhada Portuguesa., com obra escassa ainda - bedês publicadas na revista Selecções BD (como documenta a imagem), no jornal Mundo Universitário e no fanzine Tertúlia BD de Lisboa Boletim (edição comemorativa do 20º aniversário da dita tertúlia). mas, como aqui já tem sido referido, o Diploma que lhe vou entregar, em nome da TBDL, tem exactamente a finalidade de funcionar como incentivo a continuar numa arte ingrata como é a BD.

Homenageado e Convidado Especial terão como assistência, a fazer quorum para o momento que acontece sempre próximo das 23 horas os habituais bedéfilos participantes, uma média de 40, mas que, para além do "núcleo duro", chamemos-lhe assim, variam de mês para mês.

Um aspecto aliciante da tertúlia é a possibilidade de dar a conhecer pessoalmente personalidades da BD nacional (e até estrangeira), e complementar esse conhecimento físico com a leitura das suas autobiografias (ilustradas com autocaricatura ou auto-retrato) e, eventualmente, obter, um desenho original por eles realizado, que será sorteado entre os presentes, mantendo a tradição.

Como habitualmente (quase a ritmo mensal), será distribuído gratuitamente a cada "tertuliano" dois números do "slimzine" Folha Volante (um com notícias sobre BD, e outro com bedês de autores portugueses "pirateadas" de jornais e revistas diversas); aos presentes será também oferecido, pelo organizador da TBDL, mais um exemplar do fanzine Tertúlia BDzine, desta vez com uma banda desenhada da autoria de J. Mascarenhas, que põe em cena, num novo episódio, a personagem "O Menino Triste", que é um pouco o seu "alter-ego".

12 comentários:

Fujiman disse...

Olá Lino tudo bem?
Escrevo-te estas linhas para divulgar(es) o meu blogue, que é novinho mas muito rabino...
http://www.almirantefujimori.blogspot.com/

Ao lê-lo terás uma novidade que, penso eu, te agradará...

Um Abraço
JCoelho

Juan Espallardo disse...

Bom dia !

O amigo Jartur está na minha casa ha duas semanas e vinhe a conhocer pela mensagem que o Geraldes Lino le enviou que vao homenagear ao Jorge Magalhaes e gostaria que permitam unirme ä muito merecida homenagem e que aproveite alem disso para saludar a todos os meus aigos presentes nessa Tertúlia que ja tive o prazer de conhecer nos Parque Meier.

Um forte abraço do amigo di keste da penísola ibérica,

Juan Espallardo

Geraldes Lino disse...

Olá Juan Espallardo
Olá Jartur Mamede
Caros amigos
Tenho pena que não possam estar presentes na tertúlia BD de Lisboa a fim de participarem na homenagem ao Jorge Magalhães, desta vez na sua qualidade de historiador, investigador, estudioso, crítico e divulgador de Banda Desenhada.
Abraços para ambos.

maurobindo disse...

Olá Geraldes.

Costumo visitar assiduamente os seus blogs e gostaria de lhe colocar uma questão, se porventura é possível comprar ou arranjar a fanzine Tertúlia BDzine que é distrubuida nos vossos encontros, noutro local. Confesso que um dia destes tenho de participar num desses encontros maravilhosos.

Deixei um comentário no blog fanzines de bandadesenhada, onde lhe colocava uma questão sobre fanzines brasileiros. Se me pudesse responder agradecia imenso. Obrigado pelo seu tempo, e parabéns pelo seu árduo trabalho para a divulgação da BD, neste país onde o horizonte continua a ser desértico nessa área que tanto admiramos.

Geraldes Lino disse...

Olá Maurobindo
Pelo facto de trocar o género masculino, próprio dos fanzines,para os trtatar pelo feminino, depreendo que se trata de alguém desta nova geração que, mal conhecendo esse tipo de magazines amadores - que já existem em Portugal desde Janeiro de 1972, nascidos com o género masculino, porque a etimologia da palavra tem a ver com o facto de se tratar de um neologismo formado pela contracção da palavra "fan" com a sílaba "zine", última da palavra fanzine. Portanto, trata-se de um magazine feito por um fã, daí ser "um fanzine". (Isto também em França, em Espanha, no Brasil, faça favor de ver "sites" ou "blogs" de todas estas nacionalidades).
Gostaria que visse, neste mesmo blogue, a rubrica "Língua portuguesa em mau estado na banda desenhada, no 'cartoon', nos fanzines e na internet", em 2006, Junho 16.
O fanzine Tertúlia BDzine, que edito e distribuo gratuitamente na Tertúlia BD de Lisboa tem exactamente essa característica "sui generis": é para ser oferecido aos participantes daquela tertúlia, que organizo mensalmente há 21 anos, sempre na terceira 3ª feira de cada mês.
A tertúlia começa às 20h e termina às 23h, e divide-se em 3 partes:
1ª das 20h às 21h30, jantar; das 21h30 às 22h30, sorteio de peças de BD (álbuns, revistas, ou fanzines). Na parte final, é a homenagem a um autor consagrado, ou simplesmente veterano, e o incentivo a um jovem autor. A ambos fazem-se algumas perguntas, é oferecido a cada um deles um diploma,e acaba assim a tertúlia.
O próximo encontro da TBDL é a 3 de Outubro. Se quiser mais pormenores escreva-me para
Geraldes Lino
Apartado 50273
1707-001 Lisboa

maurobindo disse...

Obrigado pela descrição detalhada. Foi muito útil. Já conhecia alguns detalhes mas não todos. Confesso que um dia tenho de experimentar, pois o convívio deve ser deveras interessante. Têm alguma refeição vegetariana?

Geraldes Lino disse...

Caro Maurobindo
Gostei da forma correcta, sem ar de contrariado, com que aceitou a minha correcção.
Quanto ao restaurante, no Parque Mayer, onde organizo a tertúlia BD de Lisboa, trata-se de uma casa modesta, que não tem pratos vegetarianos (aliás, não são muitos os restaurantes "generalistas" que se dão ao cuidado de ter esse tipo de refeições). Mas para o Vasco Granja, que praticamente tb é vegetariano, e já lá esteve como homenageado, eu pedi à dona do restaurante para fazer qq coisa que desse para um vegetariano, e ela fez uma salada emais não sei quê, que se calhar não terá sido uma grande refeição, mas uma vez não são vezes (eu, por exemplo, nesse dia não janto, pq não tenho tempo para organizar o sorteio de peças de BD, distribuir os exemplares dos fanzines "Folha Volante" e "Tertúlia BDzine", e dar dois dedos de conversa.
Você mora em Lisboa?
Eu não quero pôr aqui o nº do meu tlm, nem o meu e-mail, por razões que compreenderá.
Por isso, peço-lhe que me escreva para:
Apartado 50273
1707-001 Lisboa

maurobindo disse...

Agradeço-lhe mais uma vez pelas informações e, quanto à refeição vegetariana já estou a modos que habituado a que os restaurantes ditos "generalistas" não façam esse tipo de pratos, logo, posso dizer que estou habituado a desenrascar-me e não há problema algum.

Quanto aos seus contactos, percebo perfeitamente que não os queira colocar por aí, sem mais nem menos. Assim que retornar de férias (finalmente!) entrarei em contacto consigo pelo endereço que disponibilizou. Ah, e sim, moro em Lisboa.

Um abraço.

Wilson Vieira disse...

Olá Lino, tudo ok? Estou lhe escrevendo para que veja o meu Blog e se possível entre em contato comigo, aqui está o endereço:
http://brasilhq.ilcannocchiale.it
Penso que gostará, sou um autor brasileiro de Quadrinhos, inclusive trabalhei na Europa (Itália) e lá tive a oportunidade de desenhar para a SBE (Il Piccolo Ranger) e outros personagens também, como: Tarzan, Diabolik, O Homem Aranha, entre outros...parabéns pelo Blog.
Um abraço,
Wilson Vieira

Geraldes Lino disse...

Olá Wilson Vieira
Vi o seu "site" http://brasilhq.ilcannochiale.it e fiquei bastante bem impressionado com a sua trajectória artística, bem como com a polivalência estilística demonstrada nas suas múltiplas colaborações. Muito me honra ter visitado o meu blogue.
Caso tenha alguma bd (ou hq) com uma boa imagem de picado e/ou contrapicado, ou de uma vasta paisagem urbana, poderia reproduzir a vinheta, ou a prancha, no meu blogue.
Saudações bedéfilas.

Wilson Vieira disse...

Olá Geraldes, tudo bem? Já lhe enviei o endereço para resgatar uma ilustração minha para o seu Blog, obrigado, caro amigo...um abraço
Wilson

Anónimo disse...

Bom dia mestre G.LINO só passei para dizer que estamos sempre juntos para divulgação da BD olha visite o blog:http://cartoonsangola.blogspot.com. com noticias sobre bd em ANGOLA .
LINDOMAR DE SOUSA.