sexta-feira, dezembro 14, 2007

Língua portuguesa em mau estado na Banda Desenhada, no "Cartoon", na Internet e nos Fanzines (XIII) - Um fanzine é um "acto de simpatia"??? Não!!!

Iliteracia tem a ver com o uso de palavras sem se conhecer correctamente o sentido delas. Acontece haver grande ignorância em relação ao neologismo "fanzine".

Por exemplo: um fanzine, além de ser um magazine feito por um fã, também pode ser um acto de simpatia da parte de um admirador?

Eu nem queria acreditar no que os meus olhos liam, hoje, no jornal gratuito Sexta Feira, numa frase dita pelo líder dos UHF, António Manuel Ribeiro.

Para além de lastimar, sinceramente, a desagradável situação em que ele se encontra, devida a sistemático assédio persecutório de uma apaixonadiça fã, também lamento o mau uso que dá à palavra fanzine, utilizando-a com o sentido de simpatia, admiração, da parte de uma fã em relação a ele.

O título da peça "Líder dos UHF apresentou queixa contra uma fã que o persegue" é sintomático da desagradável situação, que o cantor descreve em pormenor, dizendo a certa altura:
"Há muito tempo que isto não tem nada a ver com música ou com fanzine - é uma patologia."

Por conseguinte, parece óbvio que ele atribui o significado de "admiração da parte de uma, ou um, fã" à palavra fanzine.

Por estas e por outras quejandas é que eu atribuo aos músicos que foram editores de fanzines a criação da aberração que constitui a transformação do género masculino da palavra fanzine em feminino, de que me apercebi pela primeira vez há uma dúzia de anos nuns fanzines dedicados à música pop, aberração essa que, qual vírus informático, se espalhou por estas gerações mais recentes, onde caminha a par-e-passo com o crescente fenómeno da iliteracia.
-----------------------------------------------
Ver mais comentários acerca deste assunto no meu blogue "Fanzines de Banda Desenhada", no endereço:http://fanzinesdebandadesenhada.blogspot.com/

6 comentários:

Luís Leal Pinto disse...

Como te compreendo amigo Geraldes! E quando queres utilizar esses recursos como elementos pedagógicos!
Um abraço.

José Abrantes disse...

o Geraldes Lino é que não percebe patavina do que está nas entrelinhas do referido artigo: "Fanzine" significa, no contexto exacto, que a fã do dito senhor assediado se chama Zine! É a Fã Zine! Se ela se chamasse Gina, por exemplo, seria a Fâ Gina!

Geraldes Lino disse...

Tens razão, José Abrantes. Assim como um fã do Zé Abrantes é um fanzé :-)

José Abrantes disse...

Voilá...!

plino disse...

Então uma fanfarra é um conjunto de pessoas que gosta de farra? :)

Passei por cá para ver o que dizia o vocalista dos VHF (sic no teu SMS) mas afinal é o dos UHF :)

Foi só um erro na frequência ;)

Geraldes Lino disse...

Na linha dos trocadilhos trocados entre o José Abrantes e eu próprio (e faltou por aqui o "rei dos trocadilhos", o meu amigo Luís Graça), o teu está excelente, filhão. E ainda com a pitadinha de sal da troca de frequências entre UHF e VHF :-) Um abraço.