quarta-feira, julho 16, 2008

Banda Desenhada portuguesa nas revistas não especializadas em BD (XXX) - Autores: JCoelho e DJ Goldenshower


 
Um som estridente, inesperado, estala-lhe os tímpanos, ainda lhe vibravam na cabeça as emoções de um corte de relação amorosa, e a jovem condutora, fã de Psicho, perde o controlo do carro.

Psycho Whip - Mito Número Três foi desenhado, com elevado nível, por JCoelho, sob argumento de DJ Goldenshower. Trata-se de episódio em duas pranchas, a cores, por edição da Elegy Ibérica - Revista de Música, Arte & Culturas Alternativas & Underground.
"O que é que ele vê naquela putéfia!? Só pode ser o tamanho das mamas!!!" "Mas não pode ser só isso... As minhas também não são de deitar fora...".
"Qué es lo que ve en aquella putilla!?" "Sólo puede ser el tamano de las tetas!!!" "Péro no pueder ser solo eso... Las mías tampoco son despreciables..."
Mas que vem a ser isto, o bloguista passou-se ou anda a treinar-se para uma ida a Espanha? Nã, nada disso, apenas mostrar, com palavras extraídas da banda desenhada, que ela aparece em duas versões, em português e em espanhol, as duas pranchas repetidas, duas delas em português, duas em castelhano! Um luxo, ou a revista não se chamasse Elegy Ibérica (em castelhano preferiram o termo "magazine", na ficha técnica está escrito Elegy Ibérica Magazine).
Mas importante mesmo é a boa oportunidade que aqueles dois talentos (o Jorge e o "Goldenshower") estão a aproveitar com muito estilo.
---------------------------------------------------
Para ver mais BD portuguesa em revistas que nada têm a ver com o assunto, basta ir à coluna da esquerda, às "Categorias", e clicar no item "Banda Desenhada portuguesa nas revistas não especializadas em BD"

5 comentários:

mmmnnnrrrg disse...

coño!!!

Bongop disse...

Boa arte! Gostei!

drmakete disse...

bom trabalho!

OCP disse...

A história das pranchas está engraçada e a arte soberba!
Gosto sempre de ver o que os nossos artistas fazem de qualidade. ;-)

Anónimo disse...

boa arte, mau argumento. É a minha opinião. Como sempre o Farrajota descamba para as suas adolescências. Que idade é que este gajo tem para escrever um bd assim? 12, 13?