quarta-feira, novembro 08, 2006

BD portuguesa em jornais e revistas não especializadas (XLV) - Jornal Mundo Universitário - Autor: Pedro Morais

Episódio de banda desenhada intitulado No Fim do Mundo, da autoria (argumento e desenho) de Pedro Morais

O semanário Mundo Universitário, com distribuição gratuita na maioria das universidades portuguesas, continua a albergar bandas desenhadas curtas autoconclusivas (tipo one shot) de grande diversidade de autores portugueses, maioritariamente representantes da nova BD portuguesa.

Esta semana, no dia 6 de Novembro (2ª feira é o dia de saída do jornal), foi editado o M.U. nº 48.
Nele se pode apreciar uma bedê realizada por Pedro Morais, também aqui reproduzida para fruição dos visitantes deste blogue.

Nota divulgatória destinada em especial para o Pedro Morais e para todos os interessados em obter um exemplar deste jornal, como ele residentes nas proximidades de Coimbra:

Naquela zona, o jornal Mundo Universitário é distribuído nos seguintes estabelecimentos de ensino:

1. Faculdade de Ciências e Tecnologia
2. Faculdade de Economia
3. Faculdade de Direito
4. Faculdade de Letras
5. Faculdade de Medicina
6. Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação
7. Escola Universitária das Artes de Coimbra
8. Instituto Superior Bissaya Barreto
9. Instituto Superior Miguel Torga
10. Faculdade de Teologia (UCP)

Mais uma dica: este jornal é colocado em expositores metálicos, de cor azul escura, no átrio das Faculdades.
-----------------------------------------------------
Lista de autores publicados no Mundo Universitário desde o seu nº 9, de 6 de Dezembro de 2004, por iniciativa deste bloguista, avalizada pelos responsáveis daquele jornal:
1. Álvaro (M.U. nº 9)
2. Pedro Alves (M.U. nº 11)
3. J. Mascarenhas (M.U. nº 12)
4. Ricardo Cabral/desenho, Jorge Cabral/argumento (M.U. nº 13)
5. Algarvio (M.U. nº14)
6. Mota (M.U. nº 15)
7. Zé Manel (M.U. nº 16)
8. J. Coelho (M.U. nº 17)
9. Pepedelrey (M.U. nº 18)
10. Carlos Marques (M.U. nº 19)
11. Kalika (M.U. nº 20)
12. Carlos Rocha (M.U. nº 21)
13. José Lopes (M.U. nº 22)
14. Francisco Sousa Lobo (M.U. nº 23)
15. Fritz (M.U. nº 24)
16. Paulo Marques/desenho, Bruno Silva/argumento (M.U. nº 25)
17. Luís Valente (M.U. nº 26)
18. Álvaro [2ª vez] - (M.U. nº 27)
19. Pedro Alves [2ª vez ] - (M.U. nº 28)
20. Derradé (M.U. nº 29)
21. Andreia Rechena (M.U. nº 30)
22. Jucifer (Joana Figueiredo) (M.U. nº 32)
23. Pedro Manaças (M.U. nº 33)
24. Cheila (M.U. nº 34)
25. J. Mascarenhas [2ª vez] - (M.U. nº 35)
26. Zé Manel [2º vez] - (M.U. nº 36)
27. Pepedelrey [2ª vez] - (M.U. nº 37)
28. Ricardo Cabral/desenho, Jorge Cabral/argumento [2ª vez] - (M.U. nº 38)
29. Pedro Nogueira (M.U. nº 39)
30. António Valjean (M.U. nº 40)
31. Estrompa (M.U. nº 41)
32. Derradé [2ª vez] - (M.U. nº 42)
33. Pedro Massano (M.U. nº 43)
34. Álvaro [3ª vez] - (M.U. nº 44)
35. Ricardo Cabral [3ª vez] - (M.U. nº 45)
36. Algarvio [2ª vez] - (M.U. nº 46)
37. Ferrand, Ricardo (M.U. nº 47)
38. Pedro Morais (M.U. nº 48)

Dados estatísticos:
1. Foram publicadas, até agora, 38 bandas desenhadas;
2. Participaram 30 autores, sendo 28 desenhadores e 2 argumentistas;
3. Houve 6 desenhadores que já publicaram 2 bedês: Pedro Alves, J. Mascarenhas, Zé Manel, Pepedelrey, Derradé e Algarvio;
4. Houve 2 desenhadores de que já foram publicadas 3 bedês: Álvaro e Ricardo Cabral;
5. Entre os 30 autores participantes houve apenas 3 mulheres (Andreia Rechena, Jucifer-Joana Figueiredo e Cheila).
---------------------------------------------------------------
Para quem quiser ver algumas das bandas desenhadas já reproduzidas neste jornal e noutros jornais e revistas, pode ir à rubrica "Archives" e clicar no "post" de Out.31

5 comentários:

Carlos Rico disse...

Olá Lino:
É só para dizer que na alínea onde referes os nomes dos autores que já publicaram pela 2ª vez no MU o nome "Álvaro" deve ser substituído por "Algarvio" (isto fazendo juz à lista que antecede a referida alínea).
É um pormenor que tem uma importância meramente estatística mas acredito que o queiras corrigir.
Abraço

Geraldes Lino disse...

Olá Rico
Agradeço a tua chamada de atenção para o erro, e já fiz a respectiva rectificação.
Entretanto, aqui no cibercafé (está quase na hora de fechar!)já conseguiram resolver o problema da imagem que não aparecia no "post".

Pedro Morais disse...

Aproveito para dizer que é possível "descarregar" (ou fazer o "download") em PDF de todos os números do jornal no "sítio" (ou "site") do jornal:
www.mundouniversitario.pt
...e aí aparecem as BDs com melhor qualidade que no próprio "sítio"!

E uma palavra especial ao Lino pelo meritório trabalho de divulgação da bd portuguesa.
Através deste "blog", da "Tertúlia BD" (Tortilha, como eu lhe chamo meio na brincadeira!), do "Mundo Universitário" e de todas as outras actividades ligadas a esta tão desprezada arte.

Um grande abraço.

Geraldes Lino disse...

Olá Morais
Agradeço as tuas palavras elogiosas à Tertúlia BD de Lisboa. Trata-se de facto de uma associação informal despretenciosa, cujo diploma atribuído como incentivo a novos autores (de que deves ter um exemplar - se o não deitaste fora -que te foi oferecido na TBDL), e o Diploma de Honra criado para homenagear autores mais velhos e com acção continuada na BD, nenhum deles tem a importância dos troféus institucionais como é o do Festival da Amadora.
Já agora, uma correcção: o blogue "Divulgando Banda Desenhada" não pertence à Tertúlia BD de Lisboa (a que chamas "tortilha" "meio a brincar" como dizes - mas só meio -, e que eu gostaria que fosse mais importante, talvez se fosse paga pelo dinheiro dos contribuintes o conseguisse, de forma a que não houvesse motivo para a ridicularizares em público, como estás a fazer), o blogue e a TBDL apenas têm em comum ser a mesma pessoa responsável por ambas as coisas.

Pedro Morais disse...

Não é o meu objectivo ridicularizar em público a Tertúlia BD que organizas há mais de 20 anos.
Se assim foi entendido, peço desculpa pelo meu humor, pois é dito meio a brincar ...e a outra metade com algum carinho. Carinho que só se tem por algo a que se reconhece o seu devido valor.

Mais valor tem ainda a Tertúlia BD de Lisboa por ser feita por alguém com uma paixão a sério pela bd e sem ser "paga pelo dinheiro dos contribuintes".

Que continue por muitos e bons anos pois não sei se depois haverá alguém para continuar tão meritória tarefa.

E não disse que o "blog" pertence à Tertúlia, mas simplesmente que é uma das várias actividades de divulgação da banda desenhada a que te dedicas com um empenho difícil de encontar.