sexta-feira, novembro 24, 2006

BD portuguesa nos fanzines (V) - Autor: Paulo Monteiro

Prancha inicial (1 de 4) da banda desenhada apresentada sob o bonito título Irei ver a amada, da autoria (argumento e desenho) de Paulo Monteiro.(*)

Esta banda desenhada, em quatro pranchas, faz parte do conteúdo do nº 8 do fanzine Barsowia, classificado como Melhor fanzine de 2005, no XXIV Saló Internacional del Comic de Barcelona.

(*) Paulo Monteiro - crítico e ensaísta de banda desenhada, faneditor, ilustrador, autor de banda desenhada, e responsável pela criação e organização do Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja

Última prancha da bd Irei ver a Amada. Em fundo, uma vista urbana de Beja, com a torre de menagem do castelo
-------------------------------------------------------------------------------------------------

"Post" remissivo

Há outros textos relacionados com este tema, indo à coluna "Archives", visitáveis nas datas indicadas abaixo:

(I) Out.14 - Autores: Pedro Figue (desenho), Daniel Maia (arg.)
(II) Nov. 1 - Autores: Rui Lacas, Pepedelrey, J. Coelho, Pedro Nogueira, Renato Abreu
(III) Nov. 9 - Autores: Aires Melo (desenho), Daniel Maia (argumento)
(IV) Nov. 12 - Autor: José Lopes

Nota: Aos interessados em fanzines, alerta-se para o facto de haver, em relação a este chamado Barsowia (espanhol/galego), um "post" no blogue Fanzines de Banda Desenhada, acessível pelo endereço http://fanzinesdebandadesenhada.blogspot.com

3 comentários:

José disse...

Muito influenciado por Mattotti!

Geraldes Lino disse...

Qual o autor que não tem alguma influência de autor de prestígio e qualidade?
Uma vez perguntei a Milo Manara se ele não tinha sido um pouco influenciado por Caprioli. E ele respondeu com toda a sinceridade: Claro, Caprioli foi um mestre que teve grande influência nas gerações seguintes.

José disse...

Não digo o contrário, mas neste caso a influência é exagerada.