quarta-feira, dezembro 28, 2005

Quim e Manecas, de Stuart, festejam Natal

Esta sequência de índole natalícia, foi publicada, tal como as outras duas que ilustram o presente "post", no "Pajem", suplemento da revista "Cavaleiro Andante", na derradeira fase da série, entre 1952 e 1953
Sim, de facto o Natal já passou. Mas, ao folhear um álbum em que foram reeditadas, pelo Clube Português de Banda Desenhada - CPBD, algumas peripécias daquela famosa dupla da banda desenhada portuguesa, deparou-se-me a sequência aqui reproduzida, em que se vêem Quim e Manecas à volta de uma árvore de Natal. Não resisti a falar deles, já que os ecos da recente época natalícia ainda não se extinguiram totalmente.
Mas também porque, afinal, neste ano de 2005 perfazem-se noventa anos que aquela famosa série foi iniciada, o que aconteceu em 1915 (bom, eu deveria ter comemorado a efeméride em 21 de Janeiro, data em que a série se mostrou pela primeira vez, mas por essa altura eu ainda não tinha o blogue...).
Manecas, corajoso, atrevido e com carradas de imaginação, prega uma incrível partida ao amigo Quim, se calhar para este não se armar em respeitável senhor a ler um jornal
Quim e Manecas
Este "gag" cheio de imaginação,em que apenas participa Manecas, tem a particularidade de se ver a assinatura de Stuart na primeira vinheta

5 comentários:

philharolds6331 disse...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. My blog is just about my day to day life, as a park ranger. So please Click Here To Read My Blog

Carlos Rico disse...

Não percebo muito destas coisas mas não será possível bloquear tipos de comentários como o de cima, que estão manifestamente a mais?

Geraldes Lino disse...

Olha Carlos Rico. Eu então sou altamente básico em questões de técnicas informáticas. Mas julgo que haverá hipóteses de evitar estas intromissões.
Mas, apesar de tudo, o comentário do tal "philharold" teve um lado positivo: deu-me a hipótese de ter conhecimento da tua visita ao meu blogue. Um Bom Ano Novo para ti, e para a tua capacidade organizativa, que provoca e permite a existência do Salão BD de Moura.

Carlos Rico disse...

Obrigado Lino, mas sem a aposta e o esforço que a Câmara Municipal de Moura tem feito nestes quinze anos nada disto teria sido possível. Em todo o caso, e já que falaste no nosso salão, estou à espera que divulgues o trabalho de Jorge Magalhães que lançámos durante o evento ("BD e Ficção Científica - As madrugadas do Futuro")e que, muito sinceramente, merece, de facto, uma referência pela qualidade que apresenta.
Para ti, também, desejo que 2006 te traga muita energia para continuares na tua "frenética" actividade bedéfila.

Geraldes Lino disse...

Gostei do adjectivo "frenética". Eu até acho que, por vezes, sou um bocado preguiçoso, não concretizo todas as ideias que me ocorrem...
Por exemplo, mal cheguei a Lisboa, depois de ter estado aí no Salão BD de Moura (claro que tb tiro o chapéu à Câmara Municipal, eu sei que é graças ao apoio da autarquia que existe o evento de que tu és o rosto), mas, dizia, mal cheguei cá, foi um dos "posts" que me ocorreram esse que mencionas, falar sobre o excelente trabalho (mais um) do Jorge Magalhães dedicado ao tema da Ficção Científica na Banda Desenhada. Mas lá está: pensei, e (ainda) não fiz:-(